Descoberta pode Aumentar a Vida Útil das Baterias

  

  

Pesquisadores descobrem que baterias com nanofios de ouro podem aumentar a vida útil das baterias.

Não é segredo para ninguém que as baterias de dispositivos móveis atualmente são um grande problema para as fabricantes e ainda mais para os usuários, já que autonomia atualmente desses dispositivos é relativamente baixa, garantindo apenas algumas horas de uso para o usuário. Agora, uma descoberta incrível feita acidentalmente pode fazer com que a bateria dos smartphones, tablets e notebooks durem meses!

É sabido de todos que uma bateria aguenta até certo ponto a quantidade de recargas realizadas pelo usuário, fazendo com que após certo tempo, a bateria comece a perder pouco a pouco sua capacidade, bem como ficar "viciada", caso comum em dispositivos com pouca capacidade de memória e que necessitam ser recarregados mais frequentemente. Atualmente, vemos empresas ofertando cerca de 300 ciclos de carga até que a bateria comece a perder sua capacidade, mas com a nova descoberta essa tendência pode mudar muito em breve, ainda mais se as fabricantes decidirem investir nessa nova tecnologia.


A descoberta foi realizada por pesquisadores da UC Irvine da Califórnia, tudo graças ao fato dos mesmos terem construído uma bateria com nanofios de ouro ao invés do tradicional lítio nas baterias, o que fez com que a degradação da bateria diminuísse incrivelmente. Com a descoberta, será possível que as baterias mesmo após 3 meses, ainda consigam ter uma grande quantidade de recarga para serem utilizadas, mesmo após 200.000 recargas realizadas. O motivo do fato acontecer é desconhecido pelos pesquisadores da Califórnia.

Embora a descoberta dos resultados tenha acontecido apenas agora, há anos pesquisadores indicam que os nanofios de ouro poderiam garantir uma maior capacidade para as baterias de smartphones e dispositivos móveis em geral, fazendo com que haja mais cargo dentro de uma mesma área dentro da bateria, também garantindo uma degradação mais lenta.

O problema por enquanto, fica por conta do alto preço dessa tecnologia, o que deve fazer com que a implementação da mesma demore para acontecer no mercado, embora somente com um número maior de empresas investindo na tecnologia em seus dispositivos, é que o preço finalmente começará a cair.

  

É fato que a descoberta ainda não garante que os dispositivos poderão ficar meses, dias ou semanas sem uma nova recarga, mas certamente garantirão uma autonomia muito maior, com uma degradação muito menor. Excelente notícia para os usuários.

Murilo Couto





Postar Comentário