Apps de mensagens viram mais populares que as redes sociais

  

  

Como a tendência de tudo é evoluir não poderia ser diferente com os famosos aplicativos de mensagens. Todo mundo sabe que mandar e receber mensagens desde há muito deixou de ser um dos principais atrativos desses apps.

Hoje em dia esses aplicativos estão chegando a públicos antes nunca imaginados. Além de conectar pessoas, estão conectando marcas, empresas e servindo como fonte de informação e portais de distribuição.


O jeito como os usuários passaram a usar os aplicativos também mudou. A interação com os mesmos cresceu exponencialmente. Para quem se lembra dos primeiros deve ainda guardar na memória que era possível enviar e receber apenas coisas básicas. Bem diferente de hoje, tempo em que a gama de “ações” é bem mais extensa. Como exemplo temos os canais de conteúdo dentro dos aplicativos, stickers, gifs, vídeo, chamadas de áudio e vídeo além dos famosos grupos.

Essa enorme variedade de recursos e possibilidades além de uma maior integração entre os próprios aplicativos tornou possível pela primeira vez que os mesmos conseguissem ultrapassar em termos de popularidade as mais famosas redes sociais. Isso de acordo com uma pesquisa recente divulgada pela BI Intelligence.

De acordo com as informações divulgadas para realizar a pesquisa foram considerados e analisados os quatro maiores aplicativos em atividade atualmente e também as quatro maiores redes sociais. Com isso os dados levantados apontaram que no decorrer do quarto trimestre de 2015 as redes sociais chegaram a marcar uma audiência de 2,5 milhões de usuários. Já os apps de mensagens durante o mesmo período conseguiram ultrapassar a marca de 3 milhões de usuários.

  

Mas o que pode ter contribuído para isso. A resposta é bem simples: Os preços dos pacotes de dados começaram a cair, a oferta de dados gratuitos cresceu e a própria popularidade desse tipo de serviço. Mas outros aspectos também foram apontados como responsáveis, entre eles, uma certa baixa nos preços dos smartphones.

A pesquisa foi um pouco mais a fundo e mostrou que inicialmente a principal proposta ou estratégia dos aplicativos de mensagens era conseguir construir uma base sólida de usuários e que o próximo passo será o de monetizar os serviços oferecidos. Coisa que se torna bem atrativa em especial para as marcas e empresas.

E você, também usa muito esses aplicativos? O que você acha da ideia de ver empresas e marcas começando a anunciar neles?

Por Denisson Soares





Postar Comentário