Cidade alemã instala semáforo no chão para prevenir quem usa celular caminhando



Por mais estranho que possa parecer o título que abre essa matéria é a mais pura verdade. Está lá. Na cidade alemã de Augsburgo. Recentemente foi colocado um semáforo no chão especialmente para aquele “público” que costuma andar nas ruas com os olhos vidrados na tela do celular. As luzes de LED foram colocadas estrategicamente no chão e piscam na cor vermelha para indicar ao pedestre que está na hora de parar de andar antes atravessar a rua. Agora se a moda pega é outro assunto…

No projeto original cada um dos lados da rua ganham faixas de luzes para chamar a atenção dos agora batizados de “smombies”. Uma gíria que surgiu recentemente que faz a mistura das palavras smartphone e zombie justamente para indicar aquelas pessoas que caminham usando o dispositivo sem prestar atenção ao percurso que está fazendo já que sua cabeça (e atenção) está voltada para o chão.



A ideia pode parecer estranha, mas até que tem fundamento. Uma pesquisa feita pela Dekra, empresa de consultoria alemã especializada na segurança do trânsito, do lar e do trabalho realizou uma entrevista envolvendo 14 mil pedestres de grandes centros europeus. Os dados que foram levantados mostraram que do número total de pessoas entrevistadas 17% afirmaram que usam seus smartphones enquanto caminham. A faixa etária dessas pessoas fica entre os 25 e os 35 anos. Esse percentual é quase que um quarto do total.

O "The Guardian", jornal britânico, chamou a atenção para o fato de que essa questão é tão preocupante que iniciativas do tipo estão surgindo ao redor mundo.

Nos Estados Unidos estão sendo testados os chamados “ônibus falantes” que emitem alertas sonoros para transeuntes durante o percurso. No estado americano de Idaho tem cidade que cobra multas de pessoas que escrevem mensagens de texto enquanto estão atravessando a faixa de pedestres.



Em Munique depois que uma menina de apenas 15 anos morreu atropelada por estar com fones de ouvido. Depois do acidente as avenidas mais perigosas da cidade ganharam balizas que mandam sinais de alerta para smartphones que tenham um determinado aplicativo instalado.

Pois é. A princípio a ideia era estranha. Agora a gente vê o quanto perigoso é a questão.

Segurança em primeiro lugar.

Por Denisson Soares





Postar Comentário