Mi Box Mini – O Que é, Análise e Preço do Dongle para TV da Xiaomi

  

Confira aqui mais infomações sobre o Mi Box Mini.

Na atualidade, a vida está integrada em todas as redes midiáticas disponíveis. É possível assistir a programas de televisão tanto pela TV quanto pela internet. As pessoas pagam por internet e TV a cabo, ambas funcionando, mais ou menos, da mesma maneira. Assim, diversos dispositivos adaptativos foram desenvolvidos para facilitar o acesso tanto aos programas televisivos como à internet no mesmo aparelho.

Nesse sentido, colaboradores da grande empresa chinesa de produtos eletrônicos, Xiaomi, desenvolveram um novo dispositivo adaptador batizado de Mi Box Mini, que constitui uma excelente disputa promovida pela mesma empresa, em concorrência com a popularidade do chamado Chromecast ou com a Apple TV. Este fabuloso dispositivo, elaborado com precisão na empresa chinesa, está munido de determinadas funções específicas, destinadas a atrair os consumidores, tais como capacidade de armazenamento interno, como também possui um controle remoto, entre muitas outras ferramentas úteis e que raramente fazem parte de outras media centers.

Este novo aparelho está fazendo sucesso devido à sua adaptabilidade ao Dongle do Google. A grande e fantástica novidade destes dispositivos produzidos está na capacidade de tornar os aparelhos comuns de televisão tão eficientes quanto um smart, que garante perfeita conexão com a Internet, permitindo o acesso aos diversos aplicativos e também aos jogos. Aos consumidores interessados num investimento nos dispositivos de gadget da Xiaomi, vale a pena conferir mais detalhes sobre o Mi Box Mini e informar-se sobre o custo e eficiência do aparelho, antes de importá-lo.

O dispositivo em questão consiste no seguinte: uma espécie de carregador próprio de smartphone. Este adaptador possui um design característico da Mi Box Mini. Embora seja um dispositivo de alta tecnologia, munido de eficiência superior aos demais, a insatisfação do público consumidor está no fato de que a empresa Xiaomi, ao desenvolver o pequeno aparelho, não fez como os seus concorrentes, pois o gadget necessita de uma tomada específica, enquanto os demais, lançados por outras companhias, só precisam ser plugados como USB ou HDMI nas televisões. Portanto, será necessária a existência de uma tomada localizada próximo ao aparelho de televisão, ou, ao menos, um tipo de extensão ou mesmo um cabo de HDMI extenso o suficiente para conectar este aparelho.




Este novo aparelho, Mi Box Mini, está munido de uma configuração de tal eficiência que o mesmo atinge um grau de qualidade equivalente aos seus concorrentes diretos. Este modelo é portador de um tipo de processador com quatro núcleos específicos de MediaTek MT8685; função de GPU Mali 450 e mais 1 GB de memória RAM. Junto a essas funções o mesmo dispositivo possui capacidade de conexão AC dual band, funcionando tanto com 2.4 GHz, quanto com cinco GHz de capacidade. Possui um suporte para Bluetooth 4.0, garantindo uma conexão com joysticks; com fones de ouvido e também com caixas de som. Esta Mi Box Mini está munida de um controle remoto próprio, por conseguinte, este é mais um ponto à frente do chamado Chromecast, pois este mesmo dispositivo pode ser utilizado na ausência de aparelho smartphone, dispensando também um computador conectado.

Entretanto, há uma limitação na Mi Box Mini, ou seja, este set-top box não possui certos tipos de ferramentas importantes, encontradas no Chromecast, entre eles a capacidade de reproduzir conteúdos dos aplicativos, sendo eles do YouTube ou mesmo da TV. Por conseguinte, será necessário realizar o download dos apps de terceiros. Não havendo dificuldades por causa disso.

Este novo aparelho lançado pela Xiaomi, a Mi Box Mini, está sendo comercializado internacionalmente, porém, não desembarcou oficialmente em território brasileiro, ainda. O custo do dispositivo chega ao valor de US$ 60, cambiado para o valor 210 reais, conforme a norma da conversão direta, embora este valor não inclua custo de frete e os devidos impostos para importação. Vale a pena investir em facilidades tecnológicas que permitam mais acesso à informação e entretenimento, no dia a dia.

Paulo Henrique dos Santos






Postar Comentário