Celulares Chineses – Vantagens e Desvantagens


  

Confira aqui os principais cuidados que você deve ter antes de comprar um celular chinês.

A China é uma nação famosa pelo número de produtos que exporta. Entre os produtos mais comercializados naquele país está o celular. Os celulares chineses pertencem a marcas que conquistaram o mercado do ocidente por meio da opção de qualidade e melhores preços. Diversas companhias como a Huawei, a Xiaomi, a Meizu e a OnePlus produzem aparelhos em primeira linha que custam apenas metade do valor dos aparelhos equivalentes, que levam logotipos da Apple e Samsung. Muitas dessas companhias aproveitam oportunidades de comercializar smartphones de baixa qualidade, levando em conta a falta de informação dos consumidores. Uma dica importante é realizar uma pesquisa por celulares chineses, já que é possível deparar com plataformas do tipo: Aliexpress, que apresentam marcas perfeitamente desconhecidas, como a tal Amigoo, a Doogee, a Bylynd, a Ulefone, a Umi, entre outras de que ninguém ouve falar.

Entretanto, essa situação não é uma regra que se aplique apenas para companhias chinesas, pois há muitas delas que são excelentes, podendo ser conferidas por quem realmente acompanha a tecnologia. De acordo com o especialista Felipe Becker, do canal Be!Tech, o lado negro dos aparelhos celulares se aplica, em geral, a qualquer tipo de aparelho smartphone, iPhone ou celulares importados. Ele descreve a situação da aquisição de aparelhos celulares importados como sendo, em geral, delicada. Por isso, é sempre melhor pensar bem muito antes de importar celulares, já que pode haver problemas com a garantia. Portanto, defeitos e irregularidades podem ocorrer em qualquer companhia internacional, entretanto, nem todas elas dispõem de atendimento aos clientes do mundo todo. Se uma pessoa decide importar um aparelho Samsung dos EUA, ela poderá ter o mesmo tipo de problemas, pois essa companhia só oferece serviços técnicos no país de origem do produto.

O mesmo especialista explica que a única companhia internacional que possui garantia é a Apple. Ele cita o exemplo de um smartphone desta marca comprado do Japão, que poderá ser atendido pela assistência técnica do Brasil. Outras marcas podem até oferecer atendimento internacional, porém, isso não é frequente, e sim apenas exceção. Muitos dos celulares importados que sofrem danos aqui no Brasil não possuem, em geral, peças avulsas à disposição, sendo que as mesmas podem ser encontradas em sites especializados, também internacionais, ou, quando muito, no Mercado Livre. Por esse motivo, o cuidado com o que se vai comprar fora do Brasil. Além disso, peças importadas demoram a chegar, como também há outro problema sério: encontrar alguém especializado no conserto de tal aparelho celular.

Portanto, entre o dano, a pesquisa e encomenda de novas peças, o prazo de entrega, o custo e a procura de um técnico que realize a manutenção do aparelho ,podem levar mais de um mês. Assim, durante esse período, muita gente precisaria de um aparelho substituto para utilização. Inclusive, muitas pessoas trabalham por meio de celulares ou smartphones e isso seria um prejuízo de maiores proporções em caso de aparelho importado. Se o celular for adquirido aqui no Brasil, toda a assistência técnica será de muito fácil acesso.




Entre os exemplos que ele apresenta está um modelo da Umi Z, com um sério problema de bateria inchada que não apenas está estragada, como também acabou danificando outras peças do aparelho. Esse tipo de problema não é frequente, em geral vem de fábrica, chamado de vício oculto, uma falha ou sobrecarga de bateria, que comumente ocorre em alguns modelos. Por isso, toda a atenção é pouca. Porém, situações mais graves ocorreram com a Samsung, uma das melhores do mundo, em que modelos estavam até explodindo ou rompendo, devido a um superaquecimento ou sobrecarga. Ou seja, nenhuma marca, por melhor que seja, está livre de apresentar problemas ou falhas em seus produtos, já que os dispositivos digitais, eletrônicos, são mais complexos e muito frágeis. Hoje, de acordo com o mesmo especialista, o controle de qualidade é muito intenso, porém, não se descarta nunca a possibilidade de receber um celular com defeitos. Se a companhia for chinesa, por exemplo, pode ser muito difícil reverter a situação, devido ao fato de que a mesma pode não ter recursos para atendimento internacional ou mesmo não se responsabilizar por problemas técnicos. Ele deixa claro que, em se tratando de produtos importados, existem dois lados da moeda.

Para mais informações, confira o vídeo abaixo:

Paulo Henrique dos Santos






Postar Comentário