Planos de Celular Pós-Pago ficaram Mais Baratos em 2017

  

Queda no valor dos planos chegou até 41%.

Uma boa notícia para finalizar o ano de 2017 com chave de ouro no setor de telefonia e de internet no Brasil. O site comparador de planos ‘Melhor Escolha’ (https://melhorescolha.com/) divulgou recentemente que esse foi o ano em que houve uma das quedas mais significativas nos preços de planos pós-pagos.

O dado é referente a alguns estados brasileiros e o motivo de certo alívio por parte dos consumidores dos serviços. Cinco foram as capitais envolvidas nas pesquisas, sendo elas: Salvador, Belo Horizonte, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo. Nessas, os preços de uma maioria de planos pós, referentes às principais operadoras, caiu em até 41% entre os meses de janeiro e novembro de 2017.

Queda no valor dos planos

Na pesquisa, houve uma comparação de um mesmo perfil de um plano entre as operadoras participantes: Oi, Vivo, Claro, TIM, Porto Seguro e Nextel. Esse plano se refere a franquias de internet entre os 4GB e 6 GB.

Conforme o levantamento realizado, a operadora Claro foi aquela que mais reduziu os seus valores na contratação de seus planos de pós-pago entre o período avaliado durante esse ano. Por exemplo, nas cidades de Rio de Janeiro e São Paulo, o valor do plano considerado um dos mais caros entre aqueles comparados, ficou entre janeiro e novembro, 41% inferior. Em números o preço dele foi de R$ 169,99 para R$ 99.

Ocupando a segundo posição, a Nextel foi outra operadora com uma grande variação no valor. Nas mesmas cidades já citadas, o valor cobrado em uma contratação para o plano repreentou uma queda de 38%, indo de R$ 159,99 para R$ 99,99.

Minutos ilimitados

Outra mudança identificada pela pesquisa se refere às vantagens oferecidas, de janeiro até agora, pelas operadoras. Sendo assim, enquanto que antes do período mencionado somente era oferecido um pacote de minutos para ligações para as outras operadoras, agora elas já oferecem minutos ilimitados independente de qual a operadora.




Não bastasse isso, pode-se notar que há um equilíbrio entre os valores estabelecidos entre as empresas, com preço máximo de R$ 100 para o perfil pesquisado. A excessão para isso foi a Porto Seguro Conecta, que continua cobrando os iguais R$ 129 por mês, como já vinha acontecendo desde janeiro. Todavia, é fundamental salientar que essa não é uma operadora comum, sendo classificada como Operadora Móvel com Rede Virtual, tradução da sigla inglesa MVNO. Portanto, ela utiliza o nome da seguradora somente para fins de marketing, sendo a sua estrutura tecnológica totalmente terceirizada. Além disso, a mesma somente atua em dois Estados do Brasil: o Rio de Janeiro e São Paulo.

A presença da Porto Seguro Conecta é, portanto, um dos fatores de desequilíbrio, uma vez que foi a primeira a oferecer um plano com minutos ilimitados e a preços acessíveis, fazendo assim com que o restante das operadoras também seguissem por essa tendência. Além disso, a ampliação da rede de cobertura no Brasil também permitiu a flexibilização dos preços das operadoras.

Com isso, é importante destacar que, aqueles que contrataram um plano pós-pago há mais de seis meses, provavelmente está pagando um valor superior àquele que deveria, precisando rever com a operadora as melhores condições de seu plano.

Clientes das bases e reajustes

A redução de preço nos planos que foi mencionada na pesquisa se refere somente para as ofertas destinadas a novos clientes. Quem for cliente das bases das operadoras sofrerá, portanto, seus reajuste anual conforme o índice previsto no contrato.

Vale ressaltar que desde o ano de 2014 a Agência Nacional de Telecomunicações, a Anatel, permitiu que promoções valessem tanto para os novos assinantes como para os antigos.

Kellen Kunz






Postar Comentário