Android VR – Google pode lançar Óculos de Realidade Virtual em Breve




Óculos rodará o sistema operacional Android e não precisará de smartphone para funcionar.

Os dispositivos de realidade virtual vem se tornando cada vez mais comuns e se popularizando ainda mais no mercado, possibilitando um novo horizonte quanto as possibilidades na tecnologia. Até mesmo a Sony deve lançar um novo PS4 que reaja melhor a realidade virtual. Seguindo neste ritmo, outra empresa parece estar bem interessada em entrar nesse mercado, a Google, que pode anunciar já na próxima semana o seu óculos de realidade virtual.

A grade vantagem desse dispositivo em relação aos demais seria o fato de ser feito com base no sistema Android, possuindo seu próprio organismo, isto é, o óculos de realidade virtual não precisará de um smartphone para funcionar, tendo seu próprio sistema interno.


O anúncio deve ocorrer na próxima semana, no evento Google I/O, que é realizado anualmente pela gigante da tecnologia. A empresa já havia realizado um investimento no mercado de realidade virtual com o Google Cardboard, dispositivo bem simples que possibilita a qualquer pessoa ter seu primeiro contato com a realidade virtual.

Um dos motivos da empresa investir em um dispositivo que seja independente dos smartphones é o fato de que apenas uma tela 4K é capaz de oferecer uma boa qualidade na experiência de realidade virtual, nem mesmo as telas Quad HD suportam adequadamente a tecnologia.

O aparelho também deverá ser menos potente do que o HTC Vive e o Rift, porém, certamente será mais potente do que o Gear VR, da sul-coreana Samsung, que também parece estar trabalhando em um novo óculos de realidade virtual, mais potente e também independente. As informações são do renomado Wall Street Journal.


Mostrando a intenção da empresa em investir cada vez mais em um mercado que é extremamente promissor, ao menos em aspectos internacionais, já que por aqui esses dispositivos possuem preços bem elevados, o Android N deverá contar com a capacidade de reprodução de conteúdo em realidade virtual de forma nativa, algo que até hoje não era possível, tendo as empresas desenvolvedoras dos apps como responsáveis por adequar suas aplicações a tecnologia.

O processo é o mesmo feito com os leitores biométricos recentemente, no Android Marshmallow, ajudando a tecnologia a se expandir absurdamente entre os apps, com a facilidade de oferecer essa opção aos usuários.

Related Post





Postar Comentário