Novo Samsung Galaxy S9 – Novidades




Modelo pode chegar mais cedo e ter traseira diferente.

No início desta semana, diversas fontes especializadas no setor mobile sul-coreano afirmaram que a Samsung já fez pedidos de novos displays OLED em suas próprias unidades fabris. Em um primeiro momento essa ação pode não sugerir nada. Porém, olhando com um pouco mais de atenção vamos perceber que a companhia resolveu adiantar em dois meses esse processo neste ano.

E é aí que os rumores começam. Alguns sites apontaram que esse ‘adiantamento’ por parte da Samsung pode indicar que a empresa já estaria trabalhando no Galaxy S9. Com isso, seria bem provável que o novo dispositivo da companhia chegue ao mercado antes do previsto. Ou seja, em fevereiro do ano que vem e não em abril como, a princípio, vinha sendo divulgado.


E as novidades? É bom não esperar tanto especialmente em relação a alterações nas telas ou ainda sobre o fim das bordas. Ao que parece isso deverá demorar um pouco mais.

Algumas fontes afirmam categoricamente que os três aparelhos topo de linha previstos para serem lançados em 2018 (o Galaxy S9, S9 + e Note 9), deverão trazer os mesmos Infinity Displays que conhecemos nos lançamentos de 2017: S8, S8+ e Note 8.

A continuidade e o ‘mais do mesmo’ não devem ficar restritos apenas aos displays. Algumas informações sugerem que nos lançamentos do próximo ano também não veremos nenhum tipo de mudança em relação ao tamanho. Isso quer dizer que vamos ter as mesmas dimensões de 5,8 polegadas, 6,2 polegadas e 6,3 polegadas.


Por fim, é claro que algo teria que mudar e, neste caso, as mudanças devem ficar por conta da traseira do Galaxy S9, que deve ser bem diferente. Alguns rumores apontam para um sistema de câmera dupla, além de um trabalho com o leitor de impressões digitais. O que falta mesmo são os detalhes do que seria feito.

Sensor de digitais

Esse é outro ponto que tem levantado alguns comentários na internet. Por um lado a Apple adotou o Face ID e com isso, deixou de lado o uso dos sensores digitais em seus aparelhos para 2018.

Por outro lado, a Samsung não dá sinais de que abandonará esse recurso e deve mesmo integrá-lo ao Samsung Galaxy S9, previsto para ser lançado no primeiro semestre de 2018.

Segundo informações de sites sul-coreanos, a marca estaria analisando a viabilidade de colocar o sensor de impressões digitais embaixo do display dos novos lançamentos. Entretanto, ao que tudo indica, ela estaria com algumas dificuldades que, se não forem resolvidas, deverão fazer com que o sensor fique mesmo na parte de trás do dispositivo.

É interessante observar que a Samsung continuará fazendo uso do sensor de leitura digital, mesmo tendo no mesmo dispositivo um sistema de reconhecimento facial.

A questão que mais pesa aqui é o ponto da segurança: usuários apontaram que os sistemas de reconhecimento facial em uso atualmente pela Samsung ainda precisam evoluir muito já que podem ser enganados por meio de fotografia.

É importante lembrar que esse problema no reconhecimento facial não é algo que ainda foi encontrado nos novos dispositivos da Apple, o iPhone 8 e iPhone X.

Outro recurso biométrico que deve estar presente é o leitor de íris. E novamente temos mais um problema: ele também pode ser enganado por meio do uso de lentes de contato.

Tudo isso deixa claro que nem mesmo a fabricante confia completamente em seu sistema de reconhecimento facial e que, para evitar maiores problemas, seria necessário um ‘reforço’.

Com isso, não há previsão de quando a marca sul-coreana deverá deixar de lado, de uma vez por todas, o uso do leitor de impressões digitais.

Com relação ao Face ID, a Apple parece estar muito feliz com sua ‘criação’. Em teoria ele cometeria 1 erro a cada 1 milhão. Ainda assim, precisa melhorar.

Por Denisson Soares





Postar Comentário