Seguro de Celular – Como Funciona, Valor, Vale a Pena?

  

  

Conheça aqui mais detalhes sobre o seguro para celulares.

Com a entrada da tecnologia em cena na vida de 99% da população do planeta, as preocupações materiais tendem a aumentar. É difícil, na atualidade, alguém declarar que nunca teve um aparelho smartphone roubado ou extraviado. Quando isso acontece, é necessário substituir o gadget, além de, geralmente, o consumidor precisar fazer novas economias, pois um investimento foi perdido. Entretanto, dado que perdas nesse sentido são inevitáveis, uma solução está se tornando popular aqui no Brasil: seguros para celulares.

De acordo com dados angariados da TIM, a busca por esse tipo de garantia, contra furto e roubo de aparelhos, aumentou muito no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado.


Entretanto, esse serviço realmente vale a pena? Algumas dicas serão fornecidas aqui no sentido de orientar o consumidor antes de o mesmo se decidir pela aquisição da apólice.

A estrutura desse serviço é a seguinte:

Cada seguradora opera de modo diferente sobre os valores e coberturas, de acordo com o modelo e o valor do smartphone; ainda assim, geralmente, os seguros de smartphones são semelhantes a qualquer outro tipo de seguro.

  

As operadoras cobram, em média, cerca de 10% e 15% do valor total do aparelho para que seja possível estabelecer acordo e contrato com seguradoras, sendo que é possível chegar a 30% do valor total da nota fiscal.

Outro custo adicional está no valor da franquia, também estabelecido em contrato e com cobranças entre 10% e 20% do preço total de um Gadget novo. Alguns casos específicos, tais como acidentes sofridos pelo aparelho, não são considerados no contrato, também não são incluídos furtos simples, como em caso de esquecimentos ou em ocasiões que enquadrem interpretação de um “descuido do cliente”. Mesmo assim, é bom pesquisar por muitas seguradoras, no sentido de avaliar qual é a de maior confiança.

Sempre é bom ter cuidado para não ser vítima de duplo roubo, buscando consultar amigos que usufruam de contratado com serviços semelhantes, no sentido de angariar boas referências sobre seguradoras que cumprem o contrato de forma ética.

Nem mesmos os especialistas podem afirmar, com certeza absoluta, que todo serviço de seguro para celulares vale a pena. Toda essa situação varia de personalidade para personalidade, sendo que muitas pessoas optam por um caminho mais seguro, porém mais custoso, que é a solicitação do serviço de uma seguradora sem necessitar do intermédio de operadoras, pagando por pacotes mais caros; outras pessoas, diante dessa situação, e dado que smartphones vendem como água, preferem economizar uma quantia na poupança que servirá para a aquisição de um novo aparelho em caso de roubo, acidente, perda, etc.

Alguns especialistas recomendam o seguinte: se a pessoa tem fácil acesso na aquisição de aparelhos smartphones no exterior, é muito melhor economizar o valor que seria destinado a um serviço de seguro como uma excelente alternativa para a compra de um celular muito melhor, independente de o consumidor ser roubado ou lesado em seu pequeno patrimônio em decorrência de qualquer outro fator externo.

Mas, se a pessoa não tem condições de custear um valor considerável no seguro e estão mais expostas às regiões onde o furto e o roubo de telefones portáteis possuem um histórico razoável, certamente será uma boa alternativa poder contar com algumas coberturas bem mais baratas. Deste modo, as chances de se evitar um prejuízo grande são muito maiores e mais inteligentes.

Outra dica de grande valia para qualquer situação desse tipo é a seguinte: pesquisar muito, conhecer muitas das opções oferecidas por cada empresa no ramo e verificar se as mesmas condizem com a sua própria realidade financeira e, sobretudo, se elas correspondem às expectativas do consumidor interessado.

Paulo Henrique dos Santos





Postar Comentário