Galaxy Note 10 poder usar Novo Processador Exynos e Modem 5G





Modelo deverá ser apresentado ao público no segundo semestre do ano.

Uma das maiores companhias no ramo de eletrônicos do mundo, a sul coreana Samsung Electronics, simplesmente consiste em uma corporação transnacional que atua nos diversos ramos da área de tecnologia da informação, com maestria.

Assim, diante dos olhos dos fãs de tecnologia se desdobra outro cenário. A expectativa faz com que todos mantenham seus olhares voltados para a vinda do modelo Galaxy S10, previamente confirmado para o próximo dia 20 de fevereiro, sendo que a Samsung fez anunciar, também, que já está trabalhando em um vindouro modelo da linha Note.




Ao se tratar desta mesma linha Note, quando comparada à linha S, os especialistas acreditam na realização de aperfeiçoamentos sobre a tela ou sobre a própria usabilidade da S Pen.

Assim, as primeiras notícias dão conta de que o modelo Galaxy Note 10 estaria muito bem equipado com um tipo diferente de processador, bem distinto do instalado no Galaxy S10. Nesse ínterim, o sucessor desta linha S deverá aterrissar no mercado geral munido de um processador Snapdragon 855 ou de um Exynos 9820, porém, os rumores indicam que o Flagship, munido com S Pen, estaria equipado de um Exynos 9825.


Os especialistas também direcionam sua visão para a possibilidade de o dispositivo estar munido de uma tela em 6,7 polegadas, além da bateria de Grafeno. O principal responsável por fazer vazar estas informações foi o intitulado Leaker Ice Universe, considerado um dos grandes especialistas em vazamentos de dados sobre dispositivos da Samsung, sendo que tudo está documentado em post recentemente publicado na grande rede social chinesa, intitulada Weibo.

Deste modo, a distinção precisa entre estes dois modelos pode ser avaliada por meio da presença de um tipo de modem 5G ou de uma inédita tecnologia de construção. O dispositivo Exynos 9820, em realidade, está sendo produzido dentro do processo de 8 nm, ao passo o dispositivo Exynos 9825 poderá tornar-se o primeiro Chip de 7 nm da Samsung, produzido por meio da utilização de litografia de raios ultravioleta. Surpreendente.

Sobre esses tipos de chips de segunda geração, é possível afirmar, segundo os especialistas, que graças ao novo processo, os mesmos têm uma “pegada” bem menor que 40% e poderão ganhar 20% em termos de velocidade ou até 50% em termos de consumo de energia. É a evolução atingindo cada vez mais os aparelhos, tornando-os cada vez mais eficientes e mais acessíveis, dado que as funções presentes se tornam mais abstratas, materialmente falando, e o custo de produção diminui.

Será muito provável que o inédito chipset, produzido pela Samsung, comece a ser comercializado no mercado somente a partir do segundo semestre deste ano de 2019. Portanto, é muito pouco provável que o consumidor chegue a desfrutar deste processador na linha que abrange o modelo Galaxy S10.

As próximas gerações, muito provavelmente, estarão equipadas com este e com dispositivos ainda mais avançados, dada a assombrosa evolução neste ramo de eletrônicos.

O dispositivo Exynos 9825 poderá consistir no primeiro Chipset de 7nm, em suas dimensões oficiais, produzido pela Samsung, suplementado de conectividade 5G integrada, e o modelo Galaxy Note 10 poderá tornar-se, desta feita, o próximo e oportuno candidato munido desta função, e que possivelmente será apresentado ao mundo como a melhor opção do gênero, dado o que esse tipo processador é capaz de fazer.

Todos os consumidores mais fanáticos poderão manter-se atentos. Pois nosso site está sempre apresentando as prévias em primeira mão. Aqui o internauta poderá conferir, também, imagens dos modelos e testes em vídeos.

Paulo Henrique dos Santos





Postar Comentário