Seguro para Celular – Como Funciona, Preço





Donos de iPhone lideram a lista de clientes do Seguro para Celular.

A vida moderna faz surgir necessidades antes inimagináveis. Atualmente os proprietários de iPhone constituem um dos grupos de pessoas mais interessadas na contratação do chamado seguro para celulares.

Trata-se de nova modalidade de proteção que está ganhando muito terreno no Brasil. Este tipo de serviço corresponde a 54% das assinaturas em plataformas como a Kakau Seguros. Dentro desta linha, segue uma série de usuários da Samsung, por exemplo, marcando a porcentagem de 34%, e da Motorola, que atinge 12%, conforme revelam os dados pesquisados pela própria empresa.




Por se tratar de smartphones bem mais caros, todas as pessoas que consomem com avidez os aparelhos da marca, cujo logotipo é uma maçã, optam sempre pelo serviço de garantia que garantem o bem material do consumidor contra muitos imprevistos possíveis no cotidiano. Entre as possibilidades de prejuízo estão: o roubo; o furto e até mesmo a danificação acidental do aparelho.

Existe uma relação dos modelos mais recentes, que estão entre os líderes deste levantamento:

O iPhone XS; o iPhone 8; o iPhone XR e o iPhone X. É claro que há uma prevalência da marca Apple neste ranking, em que são elencados diversos de seus aparelhos. Esta situação, no entanto, se opõe à posição da mesma empresa no mercado brasileiro, no qual a marca responde apenas por cerca de 5% das unidades dos celulares vendidos durante o ano de 2018. As companhias Asus e Xiaomi completam um top 5, em termos de adesões, de acordo com dados fornecidos pela empresa Kakau Seguros.


O tipo de serviço que consiste em contratação de seguro para aparelho celular tornou-se mais simples, na medida em que o tempo foi passando. Na atualidade, muitas das empresas deste setor específico trabalham por meio do modelo de assinaturas, portanto, o cliente só precisa escolher qual o tipo de proteção que melhor se adequa à sua finalidade e realizar este procedimento pela internet. O serviço funciona por meio de um desconto realizado todo mês.

Todos os valores dos serviços de seguro disponíveis dependerão do valor pago pelo aparelho smartphone. Por exemplo, no caso de um modelo Moto E5 Play, o valor a ser pago pelo serviço de seguro será de, mais ou menos, 8,12 reais por mês. Se for o caso de um serviço de seguro para o modelo iPhone XS Max, 512 GB, o valor poderá atingir a cômputo de 140 por mês.

Todas as empresas neste ramo poderão sempre exigir um tipo de pagamento na base de franquia, no sentido de repor o aparelho. Existe, também, de certos casos, a necessidade de que o aparelho smartphone tenha sido adquirido, no máximo, há 12 meses, não importanto que seja um aparelho pertencente a gerações anteriores e não atualizadas; o que contará, de fato, será a nota fiscal.

É possível acrescentar que, a depender do tipo de cobertura, o serviço poderá encarecer ou baratear a assinatura firmada. Observação importante: não é frequente, nem mesmo necessário, que um serviço de seguro para smartphones deva cobrir a situação qualificada como “furto simples”, na qual existe um entendimento de que pode não haver um obstáculo entre o criminoso e o seu objeto de furto. É norma básica de qualquer seguradora de celulares que, um furto simples pode ser considerado nas situações em que não são encontrados os vestígios óbvios que acusem o ato de roubo.

Outra observação é a de que todo cliente poderá cancelar o serviço a qualquer momento, sem haver qualquer cobrança de multa, porém, essa situação vai depender da prática comercial de cada seguradora em particular, e do perfil do cliente.

Paulo Henrique dos Santos





Postar Comentário