Novo USB4 – O Que É, Principais Mudanças




Saiba aqui o que é e as principais mudanças com o novo USB4.

Uma nova versão do padrão USB está sendo desenvolvido e promete revolucionar o mercado, é a versão 4.0, que deve chegar nos mercados em 2021. A promessa é que a nova versão terá como base o protocolo Thunderbolt da empresa Intel, que será disponibilizado de forma gratuita. Então a expectativa é que o USB 4.0 seja compatível com diversos acessórios, sendo o padrão mais abrangente já desenvolvido.

O que muda com o USB 4.0

Se você está meio por fora do mundo tecnologia deve estar meio confuso, mas não é tão complexo assim. O USB é mantido e desenvolvido pela USB Implementers Forum, sendo que atualmente estamos na versão 3.1 do padrão, que atinge uma velocidade de 10 GB/s, estando presente em pouquíssimos aparelhos lançados recentemente. Apesar disso, as mais de 50 empresas que trabalham no futuro USB 4 já se adiantaram e já pesquisam uma maneira de produzir essa nova versão, que promete atingir a velocidade de até 40 GB/s. Com toda essa velocidade, será possível transmitir vídeos e dados em apenas um único cabo.


Atualmente o USB perde em velocidade para o padrão Thunderbolt, que é aplicado nos computadores da Apple, sendo que a sua versão 2.0 pode atingir uma velocidade de transferência de 20 GB/s. Umas das grandes vantagens do USB 4.0 é que será compatível com o Thunderbolt 3.0, além de ser retrocompatível com aparelhos que utilizam o seu antecessor da geração 3.0.

O presidente do grupo que mantém o padrão USB, Brad Saunders, disse que o principal objetivo do USB é garantir a melhor experiência ao consumidor, sendo que o padrão pretende ser um cabo e conector amigável e robusto, combinando a transferência de dados, com a exibição de vídeos e o fornecimento de energia. A solução do USB 4 permite um desempenho em dobro, adaptando especificamente a operação de barramento para que assim possa melhorar ainda mais essa experiência que otimiza a combinação de exibição com a transferência de dados.

A história do USB

O padrão USB foi inventado e desenvolvido em maio de 1996, por uma união de empresas de tecnologia, entre elas estavam gigantes do setor, como a Compaq, DEC, Intel, IBM, Nortel, Microsoft e NEC. O objetivo das empresas era universalizar os inúmeros dispositivos e assim diminuir os erros e prejuízos. Quando foi lançado o USB 1.0 a velocidade de transferência era de 1,5 MB/s, já na versão 1.1, lançada em 1998, a velocidade era de 12 MB/s.


O padrão USB 2.0 chegou aos mercados em abril de 2000 com um grande salto de velocidade, podendo alcançar até 48 MB/s. A grande vantagem é que o conector continuou fisicamente sendo o mesmo das versões anteriores, sendo totalmente compatível com dispositivos das gerações anteriores. Outra grande vantagem dessa versão é que os fabricantes poderiam adotar o padrão em seus dispositivos livremente, ou seja, sem ter que pagar a licença de uso da tecnologia.

Vários dispositivos usam a interface USB, entre os mais conhecidos estão os seguintes: Webcam; PDA; unidades de armazenamento (HD, Pendrive, CD-ROM) impressora; scanner; gamepad; teclado; câmera digital; mouse; joystick; MP3 Player; celular (em geral); Placa-de-Som; modem; tablet; adaptadores Bluetooth. Alguns aparelhos, como luminárias e ventiladores, usam o USB apenas como alimentação elétrica.

Grande parte dos sistemas operacionais oferecem suporte nativo ao padrão USB, entre ele estão: IBM OS/2 Warp 4.0; IBM OS/2 Warp 4.51; IBM OS/2 Warp Server for e-Business 4.5x; IBM OS/2 Warp 4.52; eComStation 2.x; eComStation 1.x; BeOS; FreeBSD; Linux; Mac OS; Mac OS X; Android; Windows Phone; Solaris; Microsoft Windows 10; Microsoft Windows 8; Microsoft Windows 7; Microsoft Windows Vista; Microsoft Windows XP; Microsoft Windows ME; Microsoft Windows 98, Second Edition; Microsoft Windows 95 (apenas para a versão 1.1).

Gabriel Bem





Postar Comentário