Motorola One Vision – Primeiras Informações





Modelo deve chegar ao mercado para concorrer com aparelhos de linhas intermediárias.

A Motorola deve lançar em breve mais um celular no mercado. O Motorola One Vision é a aposta da fabricante no mercado intermediário. E os rumores apontam que a resposta da fabricante as concorrentes é um celular com processador Exynos. É a primeira vez que a Motorola trabalha com um chipset da linha intermediária da Samsung. Para o mercado chinês, o modelo será chamado de Motorola P40.

A novidade deve chegar também ao Brasil. As últimas informações dão conta de que a Anatel – Agência Nacional de Telecomunicações – deve homologar nos próximos dias para venda em território nacional. O mercado brasileiro é um dos mais prósperos para a marca americana, cujo lançamento deve se aproximar do mercado internacional.




Para os mais ansiosos, o fórum XDA Developers trouxe algumas novidades e você confere a seguir:

O Motorola One Vision pode ter duas atualizações garantidas. É esperado que o Android 10 e o Android 11 rodem neste aparelho. Caso ele traga embarcado o Android 9, ele deve receber ao menos duas atualizações. Este é o tempo de suporte para celulares com o nome One, ou aqueles que recebem o Android em sua versão One.


Apesar de receber o Android provindo da Google com o projeto One, os truques que a Motorola insere em outros celulares também estarão presentes por aqui: os gestos batizados de Moto Ações, que existe desde 2013, e os aplicativos de origem da fabricante, também são presença garantidas.

Outro ponto interessante trazido pelo fórum são os modos de desbloqueio: foi descoberto que além da biometria, que deve estar presente na parte traseira, o Motorola também trará o desbloqueio em face de modelo 2D.

Ficha Técnica

Os rumores apontam também a suporta lista técnica do celular. O grande destaque e que chama a atenção é a presença do processador Exynos, variante número 9610 com oito núcleos, fabricado pela Samsung. Isto mostra o posicionamento no mercado intermediário ou intermediário premium, colocando em suas entranhas uma variante do concorrente. A Motorola trabalha atualmente com a Qualcomm com o Snapdragon e a Mediatek com seus processadores MTK em variantes especiais lançadas em alguns mercados, como o Brasil.

A Motorola deve trazer a mesma tendência dos concorrentes: diversas variantes do mesmo modelo. São esperadas duas combinações: uma com 3GB de memória RAM e espaço interno de 64GB e outra com 4GB de memória RAM e 128GB de armazenamento. O espaço interno é dividido com aquilo em que o usuário pode instalar ou inserir com o sistema operacional e seus aplicativos padrão. Para quem necessita de mais espaço, há um local para expansão de memória através de cartões vendidos em lojas. O ideal e a recomendação é colocar um SD modelo Classe 10. Por citar armazenamento, o mercado também levanta outro rumor, podendo trazer uma variante com 32 GB e que pode também chegar ao Brasil.

Apesar de ser intermediário, a Motorola deu atenção para as câmeras: um sensor duplo, com a câmera principal de 12 MP, podendo chegar até 48MP com truques de software, com tecnologia que pode unir os pixels para chegar a esta resolução. O modo também auxilia na captura de fotografias sob pouca condição de luz.

Outras informações vazadas apontam que o celular deve trazer um painel seguindo as novas resolução e proporções de tela: 21:9 com poucas bordas e o tradicional recorte na parte superior do display frontal.

A parte traseira, além de abrigar as duas câmeras, também deve ceder espaço para o leitor biométrico. Isto corrobora com o que citamos anteriormente, já que o desbloqueio também pode ser realizado por digital. Citando a parte traseira, serão duas cores: azul e dourado.

O preço ainda não é conhecido e ainda não foi vazado.

Por Leandrinho de Souza





Postar Comentário