Galaxy Tab A 2019 – Ficha Técnica




Confira aqui as configurações do Samsung Galaxy Tab A 2019.

O mercado de tablets ainda sobrevive. Conhecidos por se tornarem opções mais portáteis que os notebooks ou ultra books, estes dispositivos perderam popularidade após o lançamento de celulares com telas grandes, destinando um público destes para os smartphones. Porém, há um público que ainda utiliza um dispositivo destes. Desenhistas, jornalistas ou pessoas comuns que querem consumir mídia e executar tarefas mais complexas aproveitando o tamanho ainda maior de tela.

Para suprir estas necessidades, a Samsung traz o que acredita ser sua resposta ao iPad com suporte a caneta. O Galaxy Tab A 2019 é um tablet com suporte a S-PEN, famoso acessório que vem acompanhado e já consagrou a linha note, da própria Samsung. Adotando diretrizes dos últimos lançamentos como uma tela com maior aproveitamento, contando com uma tela IPS LCD, ele se torna uma opção para quem não quer pagar caro no tablet da Apple.


Anunciado no mês de março de 2019, o dispositivo chega com uma versão dedicada à conexão de dados móveis em 4G. Apesar de ainda não ser anunciado por aqui, quem pretende importar um exemplar, terá suporte à quarta geração de conexão de dados, já que ele suporta a maioria das bandas em implementação no Brasil.

Segundo especificações, o Tab A de 8 Polegadas chega com uma proporção de tela com resolução FULL HD e tela IPS LCD. A tecnologia já supre a grande necessidade do consumidor, aproveitando uma boa qualidade. Os ângulos de visão não incomodam e as cores são balanceadas. Devido a nova proporção 16:10, o painel tem a disposição poucos pixels por polegadas, o que é um ponto negativo já que pixels podem aparecer uma vez o outra durante a experiência de uso.

Por falar em experiência de uso, o dispositivo é leve para sua categoria. São pouco mais de 300 gramas, o que se mostra bem distribuído quanto ao peso, não apresentando um incomodo ao segurar com as mãos. Sua espessura de 8,9 milímetros mostra que este é um tablet bastante fino para o que se propõe.


A boa experiência também pode ser encontrada em suas configurações. Para um bom desempenho, este pode ser encaixado na categoria dos intermediários. O processador é de fabricação da própria Samsung, um Exynos 7904 com fabricação de 14 nm sendo um octacore, com seis núcleos voltados para tarefas mais básicas com velocidade de 1,6 GHz e outros dois para desempenho mais bruto e pesado com velocidade de 1,8 GHz. O foco deste chipset são altas velocidades na rede 4G, além de entregar um bom desempenho com um preço interessante. O chipset também suporta telas FULL HD Plus tanto em tablets quanto em smartphones.

Aliado ao processador de uso intermediário, temos por aqui também 3GB de memória RAM juntamente com 32 GB de armazenamento. De acordo com o GSM Arena, o dispositivo tem espaço de armazenamento para até 512 GB através do slot para expansão. A versão do Android embarcada no tablet é o 9.0 com a nova interface: ONE UI. Segundo a Samsung, esta interface trabalha melhor com as diretrizes do visual implementadas pela Google há alguns anos. Também aproveita bem as telas com esta nova proporção e se mostra mais otimizado de acordo com o hadware embarcado.

Apesar de não ser recomendado para selfies, a câmera frontal possui 5MP, podendo capturar boas fotos para redes sociais e outros usos não exigentes. Para a parte traseira uma lente simples de 8MP pode servir como um quebra galho na hora de uma fotografia rápida. Empresas de finanças e jornalistas por exemplo podem se beneficiar deste recurso.

A Bateria de 4.200 Mah deve garantir uma boa autonomia para o usuário. É importante ressaltar que caso você se apure, há um modo de economia de energia que pode também servir como um quebra galho para alguma ocasião.

Não foi divulgado localidades, porém, alguns mercados como a Nova Zelândia, por exemplo, receberão em breve o aparelho. O preço não foi divulgado.

Por Leandrinho de Souza





Postar Comentário