UMIDIGI A5 Pro – Novo Smartphone Potente





Modelo será apresentado no início do mês de maio de 2019.

A UMIDIGI prepara para o próximo dia 08 de maio o lançamento de seu mais novo celular: trata-se do Umidigi A5 Pro, um concorrente direto ao Redmi Note 7 da também chinesa Xiaomi. Alguns detalhes parecem querer chamar a atenção e derrubar a preferência dos consumidores pelo celular da concorrente.

O CEO da empresa, Jonny Zhang, confirmou o lançamento do aparelho para o dia 08 de maio. Para exaltar o produto, algumas das especificações já foram adiantadas pelo executivo: o celular contará com três câmeras traseiras, bateria de 4150 mAH, além de um slot para dois cartões de operadora e um espaço para armazenamento externo. Considerado pela imprensa internacional como o “Serial Killer do Redmi Note 7” a versão Pro deve trazer alguns recursos bacanas. É esperado que este seja um dos principais aparelhos da Umidigi para este primeiro semestre.




Lista de especificações generosa

Para bater de frente com o Redmi da Xiaomi, a Umidigi fechou parceria com a Mediatek e oferecerá o modelo com o processador P23, um chipset que não é o mais topo de linha do mercado, mas que ainda é competente. São dez núcleos, sendo oito deles para alto desempenho e outros dois para economia de bateria. Esta tática de comercializar celulares com bons processadores de gerações passadas ajudam a economizar no custo final ao consumidor. Na época que foi apresentado, o processador destacou-se pela melhoria do desempenho, suporte a múltiplas câmeras e o incremento de dois chips ao mesmo tempo sob conectividade 4G ao mesmo tempo.

Para acompanhar o processador, o celular contará com 4GB de memória RAM LPDDR4 acompanhado de 32GB de armazenamento interno. O espaço externo poderá ser de até 256GB. A lista de especificações não é das mais atualizadas ainda para 2019, mas é um conjunto interessante de especificações que devem suportar a grande maioria dos apps disponíveis na loja da Google. O Android em sua versão 9.0 modificado pela fabricante deixa o celular atualizado, apesar da proximidade do lançamento da décima versão do sistema operacional.


Um dos grandes trunfos deste é as três câmeras frontais, equipadas com lentes da Sony. A lente principal que é de 16MP tem capacidade de realizar fotos em ângulos mais privilegiados. Uma fotografia foi compartilhada pelo CEO da empresa no Twitter e impressiona pela sua faixa de desempenho a imagem registrada. A abertura f/1.8 permite uma entrada maior de iluminação, principalmente em ambientes mais escuros. Na parte frontal, a lente de 8MP acompanha o desbloqueio facial, mas não conta com um flash próprio para registros de selfies à noite.

A parte frontal deve seguir com o famoso entalhe assim como em seus concorrentes. O painel de 6,3 polegadas deve ter resolução acima de FULL HD, trazendo bons ângulos de visão graças a tecnologia IPS LCD com uma boa calibração de cores. São 16 milhões de cores, um melhor aproveitamento da parte frontal sem muitas bordas e recorte com espaço para a câmera e os sensores.

Apesar da configuração e dos detalhes, nenhum preço foi divulgado oficialmente, o que deve ser revelado apenas na apresentação. Porém, o custo final ao consumidor deve se confirmar em 150 dólares, com possibilidade de importação para o Brasil através de sites de venda chineses.

Realmente o A5 Pro baterá o celular da Xiaomi?

Considerado como o “Serial Killer do Note 7”, o A5 Pro terá uma meta difícil nas próximas semanas. O celular da Xiaomi traz um processador da Snapdragon que parece ser mais bem aceito que aqueles da Mediatek. Neste quesito, o A5 vence no número de memória RAM (3GB no redmi e 4GB no A5), sendo que o celular da Umidigi não possui um slot hibrido para expansão de memória.

A briga será boa principalmente nas câmeras já que o Redmi traz uma lente principal de 48MP frente apenas 16MP do A5 Pro. Porém como megapixel não significa tamanha diferença, os números podem ser apenas uma ilusão.

Tudo isso será traduzido nas próximas semanas.

Por Leandrinho de Souza





Postar Comentário