Xiaomi Mi 9 no Brasil – Vale a Pena Comprar no Brasil?





Saiba aqui se vale a pena comprar o Xiaomi Mi 9 no Brasil.

A Xiaomi desembarcou de forma oficial no Brasil há pouco tempo e promete brigar com as marcas mais consolidadas no mercado nacional. Conhecida lá fora por ser uma das melhores empresas no ramo de celulares, atraindo boas configurações e preços especiais, a chinesa busca em nosso país agradar os brasileiros.

Para enfrentar o concorrido mercado de celulares topos de linha, a Xiaomi lançou por aqui o Mi 9, um dos melhores aparelhos nesta faixa de desempenho. Encontramos por aqui um visual atualizado, com um conjunto de especificações que se encaixa com o esperado sendo um dos melhores smartphones deste ano.




Ficha técnica

O processador encontrado no MI9 é o Snapdragon 855 com oito núcleos, sendo quatro deles reservados para tarefas de maior exigência e outras quatro para atividades mais básicas. O processador gráfico é a Adreno 640 cuja capacidade de rodar os jogos mias atuais sem quaisquer problemas. O celular deve receber melhorias na inteligência artificial, na captura de fotos e também no desempenho, se comparado as antigas gerações, graças ao processador presente no celular.

Para acompanhar o bom processamento, a Xiaomi foi mais conservadora. Decidiu colocar no mercado uma versão com 6GB de memória RAM ao qual deve ser suficiente para executar as tarefas sem maiores engasgos. Juntamente, o espaço interno encontrado fica em 128GB compartilhados com o sistema operacional e seus aplicativos padrões, porém sem capacidade para expansão deste armazenamento.


Tela infinita

A Xiaomi colocou aqui um painel de 6,39 polegadas que aproveita muito bem as poucas bordas presentes no MI9. Chama a atenção sua resolução de 1080×2340 pixels, com uma tecnologia Super AMOLED, apostando na tecnologia que traz cores mais fiéis, além de desligar os pixels da tela quando encontramos um fundo mais escuro por exemplo. A tela segue a tendência do mercado, com um recorte discreto na parte superior em formato de gota.

Câmeras

O que chama a atenção no modelo é a sua lente traseira. O consumidor levará para casa um conjunto de câmeras triplas, sendo a principal com 48MP acompanhada de outra com 16MP e a terceira com 12MP. Por estar posicionado como um topo de linha, a mesma tem capacidade de filmar com um sensor de estabilização digital, ao qual se encontra um flash dual LED na parte traseira, recebendo uma série de modos de fotografia através do software. Na parte frontal encontramos no recorte superior a câmera com 20MP de resolução e os sensores tradicionais que outros aparelhos também possuem.

Visual e outros recursos

O visual do MI9 realmente é muito bonito. A empresa vem apostando em visuais estilo dégradé em seus aparelhos. São três cores disponíveis no mercado: a mais comum e discreta na cor preta já bastante tradicional; uma em um tom mais desfocado, lembrando um cinza com uma cor salmão e a terceira e mais ousada ao qual o azul tem tons metálicos brilhosos.

Apesar de não possuir recursos como Rádio FM e TV digital, que já foram bastante comuns no mercado brasileiro e atualmente caíram em popularidade, a bateria interna tem capacidade de 3.300 Mah com suporte para carregamento rápido graças a tecnologia presente no processador do celular.

Será que vale a pena?

Até o fechamento desta matéria, encontramos o preço oficial estacionado em R$ 3.999, o que é mais econômico e barato do que outros topos de linha como o iPhone, por exemplo, que pode superar a casa dos 6 mil reais.

Para quem busca fugir do preço padrão pode encontrar em importadores por valor na média de 2.900 reais. Já na China, que é a terra natal do celular, o Mi 9 pode ser encontrado por 1.900 reais, sem acrescentar logicamente as tarifas de importação. A decisão se vale ou não comprar é sua.

Por Leandrinho de Souza

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *