Samsung Galaxy A9 – Ficha Técnica





Modelo chega com 4 câmeras e ótimo preço.

Apresentado como um dos primeiros celulares do mundo com quatro câmeras traseiras, o Galaxy A9 de 2018 chegou com estardalhaço e um apelo forte para as fotografias. Afinal, todo mundo queria possuir em seu bolso uma infinidade de lentes para os mais variados registros, não é verdade?

Apesar do apelo, ele é mais um dos inúmeros celulares intermediários com algumas diferenças que podem forçar o consumidor a levar uma unidade para casa. O processador escolhido para a edição é o Snapdragon 660 da Qualcomm ,que se resume a ser um octa-core com núcleos diversos para tarefas mais pesadas e outras para as mais leves, consumindo energia.




A promessa como sempre é de um desempenho superior as antigas gerações, tentando entregar um bom desempenho sem cobrar uma facada para o usuário. A Adreno 512 deve rodar a grande maioria dos jogos com uma boa qualidade gráfica. Os games mais populares devem rodar de forma satisfatória.

A Samsung equipou o A9 de 2018 com o Android 8.0 ainda na antiga interface de usuário chamada Samsung Experience. Apesar dos pesares, a fabricante já prometeu a atualização para a versão 9.0 trazendo pela primeira vez uma nova experiência: a One UI, que aproveita os aparelhos sem botões físicos para entregar uma otimização melhorada. Somando a isto, o sistema deve ficar mais rápido e algumas novidades como o modo noturno podem ser nativos.


Como espaço interno, temos duas opções: 64GB e 128 GB de espaço interno. Aos sedentos por armazenamento, há a opção de expandir para até 1TB a memória por cartões SD. Vale lembrar que este armazenamento que vem por padrão é dividido entre o sistema operacional e seus aplicativos padrões. O espaço interno também é que vai definir a quantidade de memória RAM: a variante com 6GB de RAM tem 64GB de espaço e a variante de 8GB de RAM possui 128GB de espaço interno.

O grande apelo e o que mais se destaca é a câmera traseira. O sensor principal tem 24MP e abertura f/1.7 seguido de outra câmera com 10MP, uma terceira com 8MP e a quarta com 5MP. A primeira e a última são Wide, a segunda telefoto e a terceira é ultrawide ao qual está presente um sensor LED Flash e modo HDR. A lente frontal tem 24MP e abertura f/2.0 registrando selfies e podendo filmar em até FULL HD com 30FPs. Segundo testes realizados por portais afora na internet, os registros com o fundo desfocado realmente ficam bonitos, mostrando o ponto forte de se ter quatro lentes. Porém as imagens capturadas não são espetaculares, porém são muito bem apresentadas, trazendo um resultado final bacana, mas não tão impressionante quanto alardeado.

Para completar o conjunto de especificações padrões, a tela tem 6,3 polegadas e tecnologia SAMOLED, oculando pouco mais de 80 por cento de toda a parte da frente. Não há um recorte e ela segue o mesmo padrão do S8 e S9, que são topos de linha da Samsung. São 393 PPIS de densidade, com resolução de 1080×2220 pixels, resultando em um bom painel no final das contas. Os ângulos de visão são bons e as cores bastante fiéis, graças a tecnologia embarcada no celular.

Como extras, podemos enumerar e elenca o sensor de digitais na parte de trás, bem como a saída para fone de ouvido e o som que promete qualidade, com a tecnologia Doubly Atmos, além de Rádio FM e bateria com 3.800 mAH e suporte a carregamento rápido.

Preço superfaturado no lançamento

No lançamento do celular, em janeiro deste ano, a Samsung apresentou o modelo com 128GB de armazenamento interno e 6GB de RAM por incríveis 3.199 reais. Quem se aventurou a adquirir quando as primeiras unidades chegaram ao país enfrentaram uma supervalorização possivelmente pelas câmeras.

Até o fechamento desta matéria, nos dias de hoje, um aparelho como este sai por 1.700 reais no e-commerce online.

Por Leandrinho de Souza



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *