Samsung Galaxy Fold – Data de Lançamento



Novo modelo deve ser lançado neste mês de setembro de 2019.

Conforme informações ventiladas por portais da Coreia do Sul, a Samsung se aproxima do lançamento global de seu celular dobrável. O Galaxy Fold deve chegar às prateleiras no dia 06 de setembro próximo, caso o cronograma estabelecido pela Samsung se cumpra.

A novela do atraso no lançamento do Galaxy Fold envolve os primeiros lotes enviados a imprensa com problemas em sua construção, o que obrigou a fabricante a recolher as unidades e deixar mais para frente o seu lançamento. Considerado por muitos como um produto beta, ou quase inacabado, a sul coreana parece querer mudar a ideia destes consumidores.



Especificações técnicas

O Galaxy Fold está posicionado como um topo de linha da empresa, ao lado do Galaxy S10 e suas variantes e o Galaxy Note e suas variantes. Assim dizer, as suas configurações se assemelham mais a um Galaxy S10 tunado do que trilhar um caminho próprio.

Segundo a lista de especificações apresentadas pela empresa no primeiro semestre, ele vem equipado com o Snapdragon 855, processador este que possibilita a conexão na quinta geração de telefonia móvel. O 855 oferece melhorias nas conexões de redes sem fio, trazendo benefícios na inteligência artificial, melhorando a gravação de vídeos e registro de fotos, além de suportar a reprodução de formatos de mídia com altíssima resolução. O seu clock pode chegar até 2,8 GHz em casos onde o processador é mais exigido.



Combinado com o processador, temos uma única variante com 12GB que vem acompanhado com 512GB de espaço interno, sendo consumido sua parte pelo sistema operacional e seus aplicativos. Um ponto negativo é a ausência de qualquer tipo de expansão, já que não há lugar para a inserção de um cartão micro-SD.

Como o Galaxy Fold literalmente se abre, é pertinente que a Samsung incorpore uma tela com maior resolução. Quando dobrado, a tela tem 4,6 polegadas de tamanho e o celular aberto possui 7,3 polegadas de tamanho, superando a resolução de 2152×1536 pixels.

Como citamos no começo do texto, o chipset 855 possibilita a conexão nas redes 5G. Para isto, duas versões serão disponibilizadas com as mesmas configurações: uma suportando apenas as bandas 4G e uma ainda mais cara com conectividade 5G. A promessa é que nada muda, apenas o detalhe das redes móveis.

Completando o pacote, são 263 gramas no total, sendo que encontramos por aqui o Android 9.0 com a interface modificada ONE UI, já adaptada para este tipo de equipamento.

Câmeras

São duas câmeras na parte frontal, que estão adicionadas na tela com tecnologia Super AMOLED. O padrão de lentes na parte frontal segue aquele que presenciamos na linha S10. Um “buraco” na tela que acopla as duas lentes. Já na parte traseira são três câmeras no total.

Melhorias na revisão

Para que o produto fosse de fato entregue, algumas correções foram realizadas se comparados ao projeto original, apresentado ainda no ano passado. Com isto, a camada que protege o produto recebeu um reforço, evitando aquela sensação que tudo vai dar errado. As dobradiças e a tela também ganharam reforço, além das mudanças pontuais no design.

Homologado pela ANATEL

O Galaxy Fold ganhou ainda no mês passado, a sua homologação pela ANATEL, agência reguladora do país. Com custo na casa dos 1.800 dólares, a intenção é de lançar o produto no Brasil.

Pelas fotos registradas na ANATEL, nada de tão grandioso muda no design. Ele é um celular um pouco grosso para os padrões atuais por conta de seu projeto, além de parecer maior quando é aberto. É esperado que a Samsung envie além do aparelho na caixa, um carregador mais potente, fones de ouvido, já que o celular possui saída para fones, além do seu famoso adaptador do USB-C para o USB tradicional, marca registrada nos seus últimos celulares topos de linha.

A data de lançamento no Brasil e supostos preços não foram divulgados ou revelados.

Por Leandrinho de Souza

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *