Novo Moto E6 Plus – Ficha Técnica e Preço





Modelo chega com processador Helio P22 e tela de 6 polegadas.

A linha Moto E da Motorola foi criada especialmente para atender o público que não exigia tanto de um celular e que poderia pagar um preço modesto pelo mesmo. Apresentado ao mundo em maio de 2014, as primeiras gerações apresentavam configurações básicas, com o chipset Snapdragon. Passados alguns anos e alguns modelos, a Motorola atualiza a linha, apresentando a sexta geração ao mundo.

O Moto E6 Plus traz como principal destaque a parceria da empresa com a fabricante de chips Mediatek, concebendo ao mundo um celular com o processador Helio P22, focado nos smartphones intermediários, sendo este um octacore com até 2GHz de frequência. Apresentado no ano passado, o processador tem fabricação de 12 nanômetros, prometendo maior economia de energia. Segundo a Mediatek, fabricante do chipset, este tem foco nos celulares com novos padrões de tela, memórias DDR3 e 4, além de melhorias no suporte a câmeras com maior resolução. A Motorola embarcou também 2GB de memória RAM e 32GB de espaço interno. A promessa é de que quem precisar de maior espaço, pode aderir às expansões, já que ele possui suporte até 512GB via cartões de memória.




No quesito tela, o Moto E6 Plus traz o padrão de painéis com o tradicional recorte, uma pequena gota na parte superior para abrigar a câmera. O painel tem tamanho de 6.1 polegadas e resolução superior ao HD, com 720×1560 pixels. Uma tecnologia IPS LCD com apenas 283ppi de densidade, considerado um pouco baixo para um tamanho de tela como este. A Motorola apelida esta tela de Max Vision, devido a sua proporção de 19:9. O que percebemos a primeira vista são bordas mais grossas na parte de baixo, sendo mais finas nas laterais.

Falamos em câmeras, mas devemos citar a lente que fica na frente: o sensor responsável pela captura das selfies tem 8MP e abertura F/2.0, com detecção facial e outros macetes feitos pela Motorola, citando também o Modo Selfie, podendo esta filmar também em FULL HD. Já na traseira, outro ponto destacado na propaganda oficial são suas duas câmeras: a lente principal tem 13MP e a secundária de 2MP, com estabilização digital e suporte a gravação de vídeo em FULL HD. Bem, não foi desta vez que o Moto E recebeu uma lente que suporte gravações em 4K.


Complementando as principais características, a bateria enfim ganhou suporte para carregamento rápido, com capacidade de 3.000 Mah. É esperado que a linha receba futuramente um modelo com um tanque mais generoso, mas o carregamento rápido é um recurso bem vindo, principalmente pra linha que promete preço baixo e bom desempenho.

Como extras, saída para fone de ouvido, impressões digitais na parte traseira, além de acelerômetro e sensor de proximidade. Segundo a Motorola, o celular também suporta o desbloqueio facial, desta vez por câmera, algo que já existe há muito tempo no mundo Android. A conectividade Wi-fi também foi atualizada para suportar bandas mais rápidas e o Rádio FM ainda é o parceiro desta linha.

Preço e disponibilidade

O Moto E6 já está nas lojas para quem está interessado. O novo brinquedinho da Motorola com Android 9.0 pode ser achado até o fechamento desta matéria por valores a partir de 800 reais, a depender do varejista e site escolhido.

Comparado com seu antecessor, o Moto E6 optou por chegar às lojas com o processador da Mediatek, que é ligeiramente melhor que o Snapdragon 425 do Moto E5 Plus, sendo que a sexta geração oferece maior capacidade de armazenamento interno e maior expansão via memória externa.

Na tela não vemos grandes diferenças, mantendo o mesmo tamanho e a mesma resolução, com a tecnologia IPS. Na câmera, o Moto E5 Plus possuía apenas um sensor, frente aos dois do Moto E6 Plus, que também possui uma câmera selfies com maior resolução.

Por Leandrinho de Souza

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *