Moto G9 Plus – Especificações, Ficha Técnica



O Moto G9 Plus conta com ótimas configurações, tendo ótimo custo benefício.

A linha de smartphones da Motorola mais conhecida no Brasil, acabou de ganhar uma nova versão. O Moto G9 vem para apresentar o que a fabricante tem de melhor para a linha de celulares intermediários, conhecido por trazer um bom custo benefício desde a sua primeira geração, lançada em 2013.

Neste artigo, vamos focar especificamente sobre o Moto G9 Plus, um Moto G vitaminado, com um bom espaço interno e Android atualizado.



Processador condizente com a proposta apresentada

A Motorola trouxe ao Brasil desta vez, um intermediário com processador atualizado. Se, antes criticada por oferecer o Snapdragon mais antigo, para esta versão ela optou pelo 730G, uma versão mais vitaminada para celulares que não custam tão caro, mas que desejam bons recursos e que esperam uma boa durabilidade do aparelho.

Para este octa-core (que pode chegar a 2.2Ghz) a Qualcomm promete que, smartphones com este processador tem desempenho de até 35% superior se comparado ao Snapdragon 710, que equipa alguns celulares lançados no ano passado e que continuam a venda no país. Este foi apresentado junto com o 665, um pouco inferior e que chega em celulares um pouco mais baratos que aquele equipados com esse novo processador.



Para acompanhar, 4GB de memória RAM deve auxiliar nas tarefas básicas, como mensageiros, escutar alguma música ou fazer a leitura de alguma página via web. A tendência é de que, cada vez mais e ainda este ano, novos aparelhos cheguem com 4GB, o que já presenciamos em 2019, mostrando que o Moto G9 acompanha a evolução do mercado, junto com o chipset mais avançado.

Leia também:  Novo iPhone 11 Americano não Funciona no 4.5G do Brasil

Armazenamento generoso

São 128GB de armazenamento interno, um salto interessante se comparado as versões mais simples do Moto G dos anos que passaram. As gerações anteriores focavam em 32GB ou 64GB, o que pode ser pouco com o passar do tempo. No G9 Plus, os problemas de falta de espaço devem inexistir, já que ainda em 2020, 128GB é o suficiente para a grande maioria dos usuários. Caso necessitar, há possibilidade de expandir para até 512GB através de um cartão de memória.

Tela segue tendência da Motorola

Desde o ano passado, a Motorola vem mudando um pouco a forma com que os celulares chegam, quando citamos a parte frontal. Sai o recorte em formato de gota, e chega algo similar ao S10, com um pequeno espaço dedicado para a câmera frontal e só. Esta é uma alternativa para quem acha estranho um recorte em formato mais pequeno ou aquele que segue o iPhone.

Dito isso, e especificado essa nova mudança que parece ter vindo para ficar, a tela segue sendo IPS, sem a dedicação por parte da Motorola em colocar um Amoled por aqui. O celular vai apresentar um bom ângulo de visão, possivelmente, mas fica aqui um sabor de quero mais. É a nona geração insistindo nesta tecnologia.

Segundo a Motorola, são 6.8 polegadas com resolução Full HD Plus. Ideal para quem gosta de telas grandes, colocando-o lado a lado da geração lançada no ano passado, o aproveitamento da parte frontal ficou melhor, com menos bordas, deixando o vidro cada vez mais vidro. Aconselhável colocar uma película ao comprar o celular.

Abundância de câmeras

A Motorola colocou quatro sensores na parte traseira. Um de 64MP, outro de 8MP e mais dois de 2MP. Tudo bem que, megapixels não significam alguma coisa, mas me incomoda essas duas lentes de 2MP, parecendo algo bastante amador. A abundancia se deve aos diversos modos de fotografia, mas a impressão é de que temos câmeras mais simples do que este produto poderia oferecer.

Leia também:  Como identificar os sinais de jovens que estão no Jogo da Baleia Azul

Para quem gosta de selfies, uma lente de 16MP completam o imenso pacote. Uma pena que, ainda se insista em uma estabilização digital, quando a óptica poderia elevar a qualidade do resultado final pelo usuário.

Preço

O G9 Plus deve desembarcar no Brasil nas próximas semanas pelo preço inicial de R$ 2.499. Por ausência de estabilização óptica, sensores simples e uma tela IPS LCD, o preço está um pouco salgado, e como sempre, a recomendação é de que o preço deve cair para que o aparelho seja adquirido. Com o mesmo valor, é possível encontrar o LG G8s, o topo de linha da LG do ano passado.

Por Leandrinho de Souza

Moto G9 Plus

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *