O Que Fazer com Celular Antigo – Dicas



Confira aqui algumas dicas do que fazer com seus celulares antigos.

As inovações no ramo da telefonia móvel aliadas à expansão do comércio de aparelhos celular tornaram o aparelho um item praticamente obrigatório nas nossas vidas. Você pode ter as informações que quiser na palma da mão, pode pagar contas, chamar um táxi, entre tantas outras atividades. Com a importância crescente do celular, é natural que as empresas invistam cada vez mais em inovações que tornem rapidamente obsoletos os modelos de celular lançados ano após ano. No entanto, investir em um novo aparelho celular não significa ter de vender o seu antigo, ou mesmo descartá-lo. Mesmo que o seu antigo celular tenha já alguns anos de uso, ele pode ainda servir para diversas tarefas. Foi pensando nisso que decidimos preparar essas cinco dicas sobre o que você pode fazer com os seus celulares smartphones antigos.

1. Aparelho reserva

Guardar o seu smartphone antigo como uma espécie de reserva para o seu novo celular é uma prática bastante funcional. É impossível prever quando o seu aparelho atual sofrerá uma queda inesperada ou mesmo apresentar algum determinado defeito. Ainda que seja um dispositivo novo, o aparelho não está livre de apresentar alguma falha no processo de fabricação, ou de sofrer algum acidente. Por este ponto de vista, manter o seu antigo aparelho como um aparelho secundário para usá-lo em uma emergência pode ser uma boa prática.



2. Controle remoto inteligente

Alguns smartphones mais antigos costumavam já vir de fábrica equipados com sensores que facilitavam sua utilização como controle remoto para televisão, ou mesmo para outros equipamentos eletrônicos que forem compatíveis. Caso o seu aparelho antigo possua estes sensores, você pode dar a ele uma “vida nova” e utilizá-lo como uma ferramenta que gerencie outros dispositivos pela sua casa.

Leia também:  Melhor Celular Básico até R$ 800 2020

Outra dica importante é fazer uso do seu celular para acessar distintas funções em dispositivos de streaming, tais como o Chromecast. Não é incomum que o software dos aparelhos um pouco mais antigos seja mais veloz e também fácil de fazer uso, se comparados com algumas smart TVs, por exemplo. Pode ser que, utilizando seu dispositivo antigo, seja muito mais fácil e rápido encontrar sua série ou filme favorito.



3. Console retrô portátil

Aparelhos celulares mais antigos podem servir também como um gadget que poderá ser utilizado apenas para jogos. É possível que os games mais populares do momento não rodem no seu smartphone antigo, mas alguns títulos mais antigos podem funcionar sem maiores problemas. Se você investir em alguns acessórios a mais, poderá também utilizar os controles tanto do Playstation quanto do Xbox para tornar a sua experiência de jogo ainda melhor.

4. Reprodutor de mídia

Essa aqui é para aqueles usuários que passaram pelo tempo de transição do celular tradicional para os smartphones. Nesse período, era comum que as pessoas andassem por aí com, pelo menos, dois celulares, o telefone e outro dispositivo que era utilizado como um reprodutor de mídia. Aqui no Brasil, o dispositivo mais usado eram os tocadores de MP3, enquanto lá fora quem fazia sucesso era o iPod.

Atualmente, bem sabemos que apenas um smartphone dá conta do recado, porém, os usuários que gostam de ouvir audiobooks e/ou podcasts podem optar por reviver essa nostalgia e utilizar seu aparelho antigo como reprodutor de mídia. Desse modo, será possível economizar também a bateria do seu smartphone durante a correria do dia a dia.

Leia também:  Moto Z ganha Atualização para Android 7.0 Nougat

5. Vender ou doar os componentes internos do seu smartphone antigo

A depender das condições do dispositivo, algumas assistências especializadas em remodelar aparelhos mais antigos ou mesmo com algumas avarias poderão utilizá-lo. Por isso, vale a pena pesquisar se alguma dessas assistências possam te ajudar nesse processo, e seu aparelho antigo poderá ser doado ou até mesmo vendido.

É possível também desmontar o seu aparelho e tentar revender os componentes em plataformas de vendas online. No entanto, é preciso tomar cuidado na hora de desmontar. Por isso, vale a pena procurar por lugares que ensinam como fazer a fim de minimizar os riscos.

Sabrina Ferraz Fraccari

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *