Melhor Celular Intermediário de até R$ 1.700 2020



Confira aqui os melhores modelos de celular intermediário com preços de até R$ 1.700.

O mercado de celulares é tão dinâmico que muitas vezes não conseguimos acompanhar. Os novos modelos surgem aos poucos e que variam também o preço cobrado por eles. Deste imenso mundo, parte deles são dedicados aos intermediários Premium, com mais recursos do que celulares básicos e intermediários de entrada.

A faixa de modelos ao qual tem seu preço final na modalidade à vista em até 1.700 reais, trazem boas tecnologias que fazem que o aparelho dure por um bom tempo. A estigma que intermediário está em classe inferior ficou no passado.



A busca foi feita na primeira metade de novembro, podendo os preços mudarem de acordo com a leitura desta matéria. O link da loja onde o mesmo foi encontrado também estará na descrição de cada modelo.

Galaxy A51

O Galaxy A51 é o smartphone Android mais vendido no mundo, e foi bastante elogiado quando lançado, há algum tempo. Sua lente grande angular, com um painel em tecnologia Super Amoled e suas câmeras traseiras, fizeram bastante sucesso.



Com o preço estabilizado, abaixo dos 1.700 reais, ele se torna uma boa opção também para aqueles usuários que precisam de bateria. São 4.000 mAH com suporte ao carregamento rápido.

Confira as especificações

  • Processador octa core de 2.3GHz;
  • Tela de 6.3 polegadas, tecnologia Super AMOLED e resolução de 1080 x 2400;
  • Quatro câmeras traseiras – 48.0 MP + 12.0 MP + 5.0 MP + 5.0 MP e uma câmera frontal – 32MP;
  • 4GB de RAM e 128GB de armazenamento;
  • Bateria de 4.000 mAH com suporte ao carregamento rápido.

O modelo pode ser encontrado no próprio site da Samsung por 1.619 reais no link: encurtador.com.br/aciuM

Leia também:  Vivo X27 Pro - Ficha Técnica

Moto G8

A nova geração da linha Moto G chegou em 2020, mas a variante Plus do G8, que foi lançado no ano passado, não faz feio se comparado aos intermediários deste ano. O formato em gota permite que a parte frontal ganhe um aproveitamento maior. Outro destaque são as três câmeras na parte traseira, ao qual permite fotos em até 48MP.

A bateria de 4.000 mAH com suporte ao carregamento rápido pode entregar uma autonomia de até 14 horas na reprodução de filmes, segundo a Motorola. Já o Snapdragon 665 deixa o desempenho do Moto G ainda em pé de igualdade com alguns lançados ainda este ano.

Confira as especificações.

  • Processador octa-core Snapdragon 665;
  • 4GB de RAM e 64GB de espaço interno, com possibilidade de expansão via cartão de memória;
  • Bateria de 4000 mAH com suporte ao carregamento rápido;
  • Câmeras 48MP, 16MP e 5MP com a frontal em 25MP;
  • Tela 6.3 Full HD e proteção contra riscos e arranhões.

Preço de 1.500 reais, podendo ser encontrado neste link: encurtador.com.br/bepDR

Redmi Note 8 Pro

A Xiaomi é conhecida por produtos bons e com custos interessantes e o Redmi Note 8 Pro é um destes. São 6GB de RAM com 64GB de armazenamento e a já conhecida interface Miui com recursos interessantes.

Na bateria, 4500 mAh suporta o carregamento rápido, ponto positivo do produto.

Confira as especificações

  • 6 GB de RAM e 64GB de armazenamento interno;
  • Mediatek G90T octa-core;
  • Tela de 6.53 Polegadas com resolução de 2340×1080;
  • Suporte a carregamento rápido com bateria de 4500 Mah.

Preço encontrado por R$1.589,00, podendo ser encontrado no seguinte link: encurtador.com.br/dzCQ2.

BÔNUS: QUAL O MELHOR

Com 6GB de RAM, o Note 8 Pro da Xiaomi pode suportar um número maior de apps abertos ao mesmo tempo, algo essencial para uma boa experiência.

Leia também:  Samsung encerra Vendas do Galaxy Note 7

Para quem quer algo mais sólido, pode encontrar no Moto G8 o Snapdragon que é mais otimizado e é compatível com um maior número de apps. O Android puro, que a Motorola traz, também conta como ponto positivo.

Mas, para quem quer registrar fotos e procura um maior espaço interno, com qualidade no painel, pode encontrar no A51 o parceiro ideal.

Cada um destes modelos pode se destacar nos pontos citados, bastando o cliente escolher se quer investir um pouco mais ou optar pelo mais barato.

Por Leandrinho de Souza

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *