TecToy M30 – Novo Celular com Máquina de Cartão



Anatel homologa novo celular com leitor de cartões.

A Tectoy, tradicional fabricante de equipamentos eletrônicos, teve o processo de homologação de seu novo equipamento aprovado pela Anatel. A brasileira, que tem intenção de entrar no mercado de dispositivos móveis, como smartphones por exemplo, deve lançar em breve o M30, um celular com leitor de cartões.

Sobre o lançamento, não há tantas informações, mas algumas que estão incluídas no processo de homologação podem trazer pistas interessantes. Ao começar pela proposta, que é diferente daquilo que as fabricantes trazem atualmente, já que ele pode servir tanto como um celular para o uso do dia a dia, quanto para um leitor de cartões. Ele suportaria o plástico em si de forma física ou via NFC. A parte traseira parece haver um teclado para digitação de senha embutido, mas visualmente pelas imagens disponibilizadas, este recurso ainda é nebuloso. Muito possivelmente, a senha deve ser digitada na tela, em formato touchscreen. Para a inserção do dinheiro de plástico, segundo instruções, basta colocar o cartão com o chip para cima, de maneira suave para evitar qualquer tipo de dano. Para cartões em NFC, basta aproximar na parte traseira do celular.



Como este também é um smartphone, as especificações mostram um dispositivo básico. O processador é um Cortex A55, bem similar ao encontrado em celulares da Philco ou Positivo, além do Android 10 possivelmente puro. São 3GB de RAM e outros 32GB de armazenamento interno, com uma tela de 5.5 polegadas e resolução 720×1440 pixels. A saída é USB-C, com conexão 4G. O peso será de 218G, um pouco mais grande e grosso do que os celulares tradicionais. A dupla câmera traseira também está garantida. A TecToy escolheu ainda uma bateria de 3.000Mah para equipar o smartphone.

Leia também:  LG K8 NOVO 2017 - Ficha Técnica, Análise, Preço e Cores

Não há data de lançamento, nem preço estipulado.



TecToy já tem celular na praça

A TecToy lançou recentemente o modelo On, primeira investida da brasileira no mercado de smartphones. Focando o mercado básico-intermediário e fruto de uma parceria com a TCL.

O celular vem com o processador Helio P22, um octa-core já conhecido no mercado e que chega em conjunto com 4GB de memória RAM. A TecToy preferiu um modelo da Mediatek por ser mais conhecido, em compensação a Philco e Multilaser foram de Unisoc e o elogiado Cortex A55, que também é octa. São 128GB de memória interna, com expansão via cartões SD com capacidade de até 128GB.

No quesito tela, é um painel IPS LCD de 6.22 polegadas com o já conhecido formato HD Plus – 1520×720 pixels, que não impressiona, mas também não decepciona. Ou seja, é básico e serve mais para colocar o modelo com um visual de aproveitamento maior do que efetivamente trazer algo surpreendente.

O que chama a atenção é o conjunto variado de câmeras, com um sensor de 48MP principal e outros dois secundários: um de 5MP e outro de 2MP, ultrawide e macro, respectivamente. Isso é bem melhor do que os modelos de fabricantes nacionais, que optam as vezes por três sensores, mas com resoluções bem menores.

Com conexões variadas, o primeiro modelo da empresa peca por não trazer uma banda específica para conexões mais velozes em redes sem fio, compensando com a presença do 4G, o que falta por exemplo em modelos da Positivo, que os mais simples só trazem o velho 3G, que é menos usado a cada dia.

Um ponto fraco é o preço: pode ser encontrado em lojas online por preços entre 1.600 e 1.900 reais, o que é caro se comparado a outros modelos de empresas como Motorola ou Samsung, que tem em seu portfólio opções bem mais interessantes e completas, com garantia da chegada de novas versões do Android e possibilidade ampla de personalizações.

Leia também:  ZenFone 6 - Preço e Lançamento no Brasil

Por Leandrinho de Souza

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *