Dados de Usuários Vazados do Facebook



Mais de meio bilhão de contas do Facebook tiveram dados vazados.

Os dados de meio bilhão de usuários do Facebook foram publicados online gratuitamente. As informações vazadas online incluem números de telefone, identificadores exclusivos, nomes e sobrenomes, locais de conexão, datas de nascimento, endereços de e-mail, estado civil. Todos os dados que podem ser usados para engendrar golpes sofisticados e campanhas de phishing contra os usuários afetados.

A segurança dos nossos dados é algo muito importante. Portanto, saiba mais o que aconteceu nesse vazamento, e dicas para verificar se você foi uma das vítimas desse crime cibernético!



Quais dados do Facebook foram vazados?

Um enorme arquivo que inclui os dados de 533 milhões de assinantes do Facebook foi postado online em um fórum dedicado a atividades de hacking e está disponível gratuitamente para qualquer pessoa que saiba onde encontrá-lo. As informações que vazaram parecem incluir números de telefone, identificadores exclusivos, nomes e sobrenomes, locais de conexão, algumas datas de nascimento, endereços de e-mail, estado civil.

Propagação descontrolada

Já se sabia que esse tipo de informação havia sido roubado de um grande número de usuários: a existência do vasto banco de dados já havia surgido online nas últimas semanas, quando um cibercriminoso o explorou para criar um bot que – mediante pagamento – poderia fornecer o número de telefone de qualquer pessoa cadastrada no sistema. A diferença é que este arquivo agora foi publicado na íntegra e gratuitamente. Isso significa, em primeiro lugar, que qualquer invasor que saiba onde procurar pode obtê-lo e usá-lo para seus próprios fins. Além disso, como o banco de dados não tem mais valor econômico para quem o montou ou comprou, é razoável esperar que comece a circular online em múltiplas cópias, acabando essencialmente nas mãos de quem quiser.

Leia também:  Xiaomi Redmi Note 8 - Ficha Técnica, Especificações


De acordo com a reconstituição da história feita pelo investigador que viu os dados roubados, na origem do arquivo existe uma vulnerabilidade do Facebook que, no início do ano passado, permitiu obter os números de telefone que os assinantes teriam usado para habilitar a autenticação de dois fatores dentro da rede social.

Esse fato não foi o primeiro nem o último problema de segurança enfrentado pelo Facebook nos últimos anos, e os dados obtidos de incidentes semelhantes são frequentemente combinados para criar arquivos maxi, dos quais os autores lucram vendendo os conteúdos a quem os solicita.

Normalmente, as informações nelas contidas circulam de forma limitada, justamente porque quem as disponibiliza o faz mediante o pagamento de uma taxa. A publicação do banco de dados gratuitamente é o aspecto mais perigoso de todo o caso, porque torna extremamente econômico lançar campanhas de phishing automatizadas ou semi automáticas contra usuários afetados, que agora podem ter que enfrentar golpes e outras ameaças de um número não especificado de assuntos.

Para descobrir se seus dados foram parar nesse pacote de dados, você pode usar o serviço gratuito Have I Been Pwned (haveibeenpwned.com). O site, que coleta todos os maiores vazamentos em seu banco de dados, permite que os usuários verifiquem se seu endereço de e-mail está envolvido na divulgação fraudulenta. O resultado recebido pelo sistema fornecerá o número de vezes que ele aparece no arquivo de violação: não é 100% uma confirmação de que você foi vítima de um hacking no Facebook, mas um bom indicador a seguir.

Se ao inserir seu endereço de e-mail Have I Been Pwned disser que o último apareceu em alguma violação, o conselho é alterar as senhas conectadas a ele (sem usar a mesma) e habilitar a autenticação de dois fatores sempre que possível.

Leia também:  iPhone 7 e 7 Plus - Modelos que Funcionarão no Brasil

Ainda, é possível usar uma ferramenta criada pelo The News Every Day para saber se o seu número de telefone apareceu neste hack: no entanto, esta é uma iniciativa mais recente e recebida com alguma desconfiança pela comunidade hacker , daí o seu uso é por conta e risco do usuário.

Por Marina Costa

Facebook

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *