Moto G9 Play – Ficha Técnica


O smartphone Moto G9 Play é excelente para quem não quer gastar muito, mas precisa de uma opção eficiente para as tarefas cotidianas e de necessidade básica.

O Moto G9 Play (que teve como antecessor o Moto G8 Play), exposto pela Motorola em setembro de 2020, foi lançado por R$ 1.599. O celular Android é excelente para quem não quer gastar muito, mas precisa de uma opção eficiente para as tarefas cotidianas e de necessidade básica (como assistir a um filme, tirar boas fotos, navegar pela internet ou usar redes sociais).


Hoje (09/06), segundo sites de comparação de preços, ele está por R$ 1.079,10 (à vista) – no site da própria marca. Seu diferencial encontra-se em sua configuração moderna, composta por três câmeras traseiras (48 MP + 2 MP + 2 MP; até FHD – 60fps) – um sensor de 48 MP (que garante a nitidez e o brilho de suas fotos); uma câmera Macro (que amplia suas fotografias em 4x, sem que a qualidade da mesma seja perdida); um sensor de profundidade (para fotos com fundo desfocado); e o Night Vision (perfeito para os amantes de fotos noturnas), Câmera Frontal de 8MP (que pode gravar em Full HD -1080p), 4 GB RAM, um super processador Qualcomm® Snapdragon™ 662 – melhor quando comparado ao Moto G8 Plus; e que cumpre o que promete ao rodar jogos, por exemplo, sendo eficiente, uma bateria otimizada que pode durar até dois dias (graças ao carregador TurboPower™ de 18W e seus 5000 mAh), um armazenamento interno de 64GB (expansível até 512 GB com cartão microSD) e uma tela HD+ de 6,5" (1600 x 720 pixels), sistema operacional com uma versão atualizada do Android (o 10); bem como em seu belíssimo exterior (com três opções de cores: Verde Turquesa, Rosa Quartzo e Azul Safira).


Além de todas essas características ímpares, tem leitor multimídia (para pessoas com necessidades especiais), rádio, videoconferência (Hangouts), Bluetooth e Wi-Fi Dual Band – tudo em um smartphone com as seguintes dimensões: Altura (mm) — 165,2; Largura (mm) — 75,7; Profundidade (mm) — 9,2. Com o produto (celular), ainda, estão inclusos: uma capa, um fone de ouvido estéreo (P2), um carregador, uma peça para remoção do chip (com slot híbrido – com capacidade para um cartão de memória e um chip ou dois chips), um cabo USB (tipo c) e um kit de manuais. Mesmo sem uma câmera Ultrawide, tem diversas funções para fotos nítidas (como o modo retrato na câmera frontal e filtros interativos mais os citados Night Vision e Macro na câmera traseira). Seu sensor de digitais é rápido; seu áudio é monofônico, ou seja, sai por apenas um local (no caso, pela parte de baixo do celular); tem um botão externo dedicado ao Google Assistente (para aqueles que o utilizam, é um diferencial necessário); e a função Moto Jet (ao balançar o mesmo, a lanterna é ativada; e, ao movimentá-lo de um lado para o outro, a câmera é aberta – podendo ser mudada da traseira para a frontal com um movimento igual).


Sua beleza; diversidade considerável das cores de sua parte traseira – de plástico (modernas e elegantes); acessibilidade (tanto para pessoas com necessidades especiais quanto para quem não é tão voltado para o âmbito tecnológico, mas precisa de um bom celular); bom custo benefício (quando equiparado a outros modelos mais atuais); configurações avançadas (para sua categoria básica/intermediária); funções diferenciadas e atrativas para diferentes públicos; câmeras boas para uso pessoal (e, em certos casos, profissional); processador ágil (para diferentes necessidades e situações, desde uso de redes sociais, a games e serviços pagos de streaming); memória suficientemente capaz de aguentar atividades do dia a dia; tela com cores saturadas; etc; fazem do Moto G9 Play uma alternativa acessível e considerável de compra, ganhando de outros de sua área por todos os motivos citados anteriormente mais sua excelente performace.


Por Ana Clara Pinto de Noronha



Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.