iPhone 14 – rumores e novidades


Novo iPhone 14 deve usar processador antigo em suas versões mais básicas.

De acordo com informações divulgadas recentemente, os novos modelos básicos do iPhone 14 não devem receber atualizações relativas ao processador no ano de 2022. Segundo o informado por Ming-Chi Kuo, um analista responsável por observar os lançamentos da Apple, o esperado é que somente as versões Pro do novo iPhone recebam o chipset A16 Bionic ainda este ano.


Além disso, no último domingo, Ming-Chi chegou a usar as suas redes sociais para falar um pouco mais sobre as expectativas para os novos modelos da fabricante estadunidense. De acordo com o analista em questão, a previsão é que somente o iPhone 14 Pro e o iPhone Pro Max recebam o chipset destacado. Tais informações foram divulgadas através da conta de Ming Chi Kuo no Twitter.


Ainda sobre isso, ele chegou a pontuar que as versões básicas do aparelho, iPhone 14 e iPhone Max, continuarão com o processador que os modelos da Apple possuem atualmente, o A15 Bionic.


Isso representa uma quebra de tradição no padrão da empresa, visto que sempre que anuncia o lançamento de uma nova linha de iPhones, a Apple anuncia atualizações de processador. Além disso, esse tipo de anúncio por parte da empresa geralmente acontece somente no terceiro trimestre do ano. Desse modo, ainda que as configurações possuam diferenças básicas, o chipset é sempre o mesmo para todas as versões, algo que aconteceu no iPhone 13.


Além das informações destacadas sobre o processador, Ming-Chi também chegou a pontuar no Twitter que a nova linha de smartphones da Apple contará com outras diferenças entre os seus vários modelos. A primeira delas é que não será lançado um modelo mini, de modo que a série será composta por dois aparelhos com tela de 6,1 polegadas e dois de 6,7 polegadas. Respectivamente, os básicos e a linha Pro.

Também se tem algumas informações relativas à memória RAM dos aparelhos, que segundo o analista, será de 6GB em todos os dispositivos, visto que a Apple decidiu adotar este padrão nos seus lançamentos. Essa escolha por parte da empresa estadunidense representa um upgrade em relação à linha 13, visto que as versões básicas contavam com somente 4GB, algo que vinha acontecendo desde o lançamento do iPhone XS.

Porém, vale pontuar que os aparelhos pertencentes à linha PRO contarão com uma memória RAM diferente dos da linha básica. Assim, os primeiros receberão a LPDDR5, enquanto os demais ficarão com a LPDDR4x, o que também oferece um ótimo desempenho e representa uma melhoria em relação aos modelos anteriores vendidos pela fabricante.

De acordo com algumas notícias veiculadas em sites especializados, é possível destacar que a decisão de não utilizar o mesmo chipset em todas as versões do iPhone 14 aponta para uma escassez. Assim, várias pessoas demonstraram a desconfiança de que este cenário pode persistir no segundo semestre, prejudicando até mesmo a fabricação dos aparelhos da linha Pro.

Vale pontuar que Ming-Chi Kuo é um informante bastante respeitado na indústria da tecnologia, mas somente começou a usar as redes sociais para divulgar as suas descobertas atualmente. Portanto, algumas pessoas se sentem desconfiadas das suas postagens, mas não existe um motivo para isso.

Por fim, vale informar que ainda não existe um anúncio formal relativo ao iPhone 14, de modo que mais detalhes sobre os novos aparelhos da Apple somente devem ser conhecidos ao longo de 2022. A previsão até o presente momento é que eles sejam propriamente anunciados em um evento que vai acontecer no mês de setembro. Assim, os detalhes citados devem se confirmar e a Apple deve explicar mais sobre a sua decisão, bem como sobre a sua estratégia de decidir colocar chipsets diferentes nas duas linhas de iPhone lançadas em 2022.


Amanda Guimarães Faria


Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.