Redmi 10C – ficha técnica e preço


Redmi 10C tem detalhes e preços vazados pela internet. Confira aqui mais detalhes.

A multinacional Xiaomi mexeu com os brios das concorrentes no último fim de semana. A estreia do modelo de entrada, o Redmi 10C.


Pois bem, este aparelho, que sai quentinho da fábrica, foi o verdadeiro protagonista de uma tensa situação, nos últimos dias, por ter sido anunciado ao público por meio da representação nigeriana da companhia para, em seguida, ser suspensa das redes.


Ao que tudo pode indicar, segundo especialistas, esse fato não impediu que uma grande varejista da região seguisse mantendo a relação, mesmo que formando uma lista repleta de dados conflitantes.


Aproveitando essas informações, foi possível elencar alguns itens de série, bastante interessantes, conforme segue:


O new Redmi 10C, conforme divulgado pela rede social Twitter, no perfil da unidade nigeriana da Xiaomi, sábado passado, dia 12 deste mês, explicitou algumas novidades e especificações do aparelho, versões e os valores nas prateleiras. Uma das primeiras notícias, bastante positiva, foi a de que esta produção marca um importante salto de qualidade, na série C do Redmi, por conta de alta qualidade dos componentes do smartphone, e seu baixo custo no mercado.

É muito gratificante para todo consumidor poder adquirir um aparelho novinho, vazado em um visual moderno, um design bem mais refinado que a série anterior, além de estar munido de novo aparato compondo as configurações, mantendo a robustez, a consistência e ao mesmo tempo uma leveza e fineza.

Principais destaques da nova linha:

Está sendo equipado do chipset Snapdragon 680, superando a potência instalada no anterior Redmi Note 11, com tecnologia 4G, cujo processador é de tipo Helio G35. Ultrapassa, também, em potência de software, os lançamentos anteriores, portando em seu interior quatro núcleos de Cortex (A 73), que entregam desempenho na escala de 2,4 GHz, além dos quatro núcleos de Cortex (A 53) em consumo baixo, rodando com força de 1,8 GHz sobre plataforma tipo Qualcomm. Diante dessa ficha, os oito núcleos de Cortex (A 53) que operam na escala de 2,3 GHz se tornam até obsoletos, em pouco tempo de lançamento.

Outros bons destaques, que não podem ficar de fora:

Há presença de 4 GB em Memória RAM e mais 64 GB ou 128 GB, de acordo com a versão, na função de armazenamento interno; novo display IPS (LCD) configurado em 6,71 polegadas, que apresenta resolução muito mais ampla, dentro da nova taxa de atualização (que ainda não foi revelada); a nova lente para selfies com foco de cinco Megapixels, genialmente acomodada no interior de um entalhe com forma de gota de água; o aparato de lentes nas costas do aparelho é duplo, suplementado da função de 50 Megapixels de resolução, junto do sensor auxiliar para formar o preciso cálculo das profundidades. A nova bateria tem 5.000 mAh de capacidade.

Conforme as mais recentes atualizações oriundas do portal Slot Systems, a varejista nigeriana, entre as autorizadas pela marca Xiaomi, que está lançando a nova lista das versões do 10 C, para o comércio das unidades naquela nação, apresenta uma série de incoerências, a começar pelas fotos desatualizadas, que exibem modelos da linha anterior. Portanto, ainda é cedo para qualquer aquisição.

Segundo os especialistas, trata-se somente de anúncio temporário, com a finalidade de fazer agilizar o início do comércio, logo após a estreia oficial. Ainda não foi confirmado, mas conforme algumas fontes, já é possível comprar unidades da linha a valores razoáveis, dentro do câmbio, sendo 955 reais a versão de quatro GB de memória RAM e 64 GB de memória interna, e 1.065 reais a versão de quatro GB de memória RAM e 128 GB de memória interna.


Paulo Henrique dos Santos


Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.