Airtag – como funciona


A AirTag é um rastreador digital que funciona por meio de conexões Bluetooth, UWB ou então NFC.

No ano de 2021, a Apple passou a fazer parte do mercado de rastreadores digitais ao anunciar o seu mais novo produto, a AirTag. Antes que o item fosse de fato divulgado pela empresa, ele já vinha gerando uma grande expectativa, visto que o setor contava com poucas opções ainda neste sentido, e o produto chegaria para disputar com outras gigantes como Samsung, que contava já com o SmartTag.


Logo quando foi lançada, a AirTag chegou ao Brasil no valor de R$369 cada unidade, superior ao valor que é oferecido pelo produto semelhante da sul-coreana direta concorrente da marca. Caso o usuário deseje mais do item, também é possível adquirir um pacote que conta com 4 dispositivos, neste caso ele pode ser encontrado por cerca de R$1.249.


Em um primeiro momento, logo quando foi anunciado, o AirTag havia já sido homologado pela Anatel, e os usuários logo esperavam para que ele fosse adaptado já para a realidade do país e pudesse ser adquirido. O rastreador foi criado para se integrar totalmente à plataforma Find My e também ao aplicativo Buscar, ambos fazem parte das configurações dos aparelhos da Apple. O objetivo principal deste item é ajudar os usuários a localizarem objetos que foram perdidos.


A proposta é que os usuários possam fazer uso da AirTag em suas bolsas, malas, mochilas, chaveiros e outros itens que desejem encontrar facilmente através dos aplicativos. A possibilidade oferecida para este item é de que ele pode ser usado com três tipos distintos de conexão: Bluetooth, UWB ou entãoNFC. Cada um deles conta com uma especificidade.


O AirTag da Apple conta com uma estrutura redonda de 31,9mm de diâmetro e 8,0 mm de espessura. Ele pesa apenas 11 gramas e, por isso, pode ser usado facilmente em vários objetos. O acabamento do produto é totalmente feito em aço inoxidável. O componente do chaveiro que vem com o produto por outro lado é produzido em poliuretano ou então couro. Se os usuários preferirem a versão de couro, poderão contar com várias cores distintas para serem escolhidas no momento da compra. De acordo com o que foi divulgado pela empresa, as cores que estão disponíveis neste momento são amarelo, vermelho, marrom e branco. O chaveiro será vendido de forma separada do AirTag, e ele pode ser adquirido pelos que desejarem pelo valor sugerido de R$439.

A Apple adotou algumas maneiras de encontrar os dispositivos em questão, mesmo que estes estejam off-line. Neste caso, ela usa dos aplicativos Find My e também do Buscar para isso. Assim como acontecia com os aparelhos da marca, agora será possível realizar o mesmo procedimento usando dos AirTags. Isso ocorre pela possibilidade de conexões, como ele conta com Bluetooth por exemplo, isso pode garantir um rastreio sem que seja necessário conexão, no caso de perda em locais próximos a pessoa. Assim, o celular irá identificar o local e emitir um som mostrando onde está o objeto.

A outra forma de usar o AirTag é pelo chip UWB, que usa da Busca Precisa, que dá as coordenaras corretas de onde se encontra o objeto desejado e a distância para chegar ao local.

Por fim, a última forma de se utilizar o item é através da tecnologia NFC. Ela ajuda operando com o Modo Perdido, que conversa o aparelho que está ao redor. No momento em que o item perdido é encontrado o dono recebe um alerta com o local no celular. Neste caso o item também pode ser encontrado por outra pessoa e esta irá receber o mesmo alerta para que possam entrar em contato com o dono do objeto perdido através do aplicativo.

Por Nayara Silva Guimarães



Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.